21.2 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 19, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosA contribuição dos organominerais para a produtividade e sustentabilidade

A contribuição dos organominerais para a produtividade e sustentabilidade

 

Erik Romão

Representante técnico de vendas da Vitória Fertilizantes

Crédito Claudinei Kappes
Crédito Claudinei Kappes

A produção agrícola moderna se preocupa com o desenvolvimento sustentável, econômico, social e ambiental. Por isso, soluções que ofereçam menor impacto no ambiente e melhor custo-benefício são valorizadas por produtores de todos os portes.

Os fertilizantes organominerais aliam as vantagens dos fertilizantes minerais com o equilíbrio, a riqueza química e biológica dos compostos orgânicos, reduzindo impactos ambientais que poderiam ser causados por uma má destinação de resíduos orgânicos, otimizando também o uso dos nutrientes pelas plantas e melhorando as características do solo, fatores indispensáveis para quem busca produção, manejo e desenvolvimento agrícola sustentáveis.

A utilização da matéria orgânica permite a racionalização do adubo mineral, promovendo aumento da capacidade de troca catiônica (CTC) do solo. Como resultado, há a redução das perdas por lixiviação, fixação e volatilização, deixando uma quantidade maior de nutrientes disponíveis para as plantas e, consequentemente, elevando a produtividade. Esses são alguns motivos que incentivam os produtores a aderirem cada dia mais ao uso dos organominerais em seus cultivos.

Solução

O Vitfértil Organomineral possui grande potencial agrícola e pode ser usado em culturas anuais, como as de grande valor agregado, a exemplo das commodities milho, soja e feijão; perenes de grande relevância, como café e pastagens; além do uso consagrado na olericultura, que promove ganhos de produtividade e no produto final.

O Vitfértil Organomineral também apresenta características físicas, químicas e biológicas benéficas, que fornecem matéria orgânica e minerais ao solo, melhoram sua fertilidade, estrutura, aeração e contribuem para a retenção de água. Por isso, ele é recomendado para todos os cultivos.

Essa matéria você encontra na edição de janeiro 2018 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Como controlar a sigatoka amarela na bananeira

José Clélio de Andrade Engenheiro agrônomo, DSc.e pesquisador da Epamig - Lavras jclelio@epamig.br Os prejuízos são da ordem de 50% da produção, podendo atingir 100%, uma...

Organominerais + ácidos húmicos potencializam o pegamento da laranja

Autores Roque de Carvalho Dias roquediasagro@gmail.com Leandro Bianchi leandro_bianchii@hotmail.com Samara Moreira Perissato samaraperissato@gmail.com Vitor Muller Anunciato  vitor.muller@gmail.com  Engenheiros agrônomos, mestres e doutorandos...

Faturamento dos Cafés do Brasil totaliza R$ 38,6 bilhões

A receita bruta total estimada para os Cafés do Brasil, com base em pesquisa realizada ...

Vargem Grande do Sul ganha nova loja Case IH

  Produtores do sudeste paulista ficam ainda mais próximos da marca agrícola   A partir do dia 08  de dezembro, os agricultores de Vargem Grande do Sul...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!