27.5 C
Uberlândia
quarta-feira, novembro 8, 2023
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiA importância do K, Ca e B e na qualidade dos frutos...

A importância do K, Ca e B e na qualidade dos frutos do tomateiro

Daniela Vitti

Engenheira agrônoma, doutora e coordenadora técnica do Grupo Bio Soja

Bio Soja - Crédito Shutterstock
Bio Soja – Crédito Shutterstock

A cultura do tomateiro é, hoje, dentre as hortaliças produzidas no Brasil, a mais importante. Comparando-se as décadas de 70 e 80, observa-se no Brasil que a produtividade aumentou em 49% e a área cultivada em 11%, evidenciando a evolução da produção de tomate nos principais Estados produtores.

Por ter ciclo relativamente curto e apresentar altos rendimentos, tem ótimas perspectivas econômicas e a área cultivada vem aumentando progressivamente. O Brasil é o oitavo maior produtor mundial, englobando os segmentos de mesa e processamento industrial, com 64 mil hectares, o que reflete uma produção de 4,1 milhões de toneladas, com rendimento médio de 63 t ha-1.

Equilíbrio da nutrição x manejo x clima

Em cultivos intensivos, é comum encontrar solos com teores elevados dos elementos essenciais para o desenvolvimento das plantas, porém, completamente desbalanceados entre si.

Na marcha de absorção do tomateiro observa-se que os nutrientes têm a absorção máxima nas primeiras oito a 14 semanas de crescimento, e outro pico de absorção aparece após a primeira colheita. Portanto, as plantas requerem altas aplicações de nutrientes, no início do crescimento, com aplicações suplementares após o início da frutificação. Em relação aos micronutrientes, a ordem de absorção é Fe, Zn, B, Mn e Cu.

Figura 1. Marcha de absorção de nutrientes pelo tomateiro

 Nova Imagem

 

 (Fonte: Huett, 1985, adaptado de Nutritional recommendations for tomato, Haifa).

O nutriente que prevalece na fase de desenvolvimento da planta e do fruto é o potássio, seguido do nitrogênio e do cálcio (Figura 2).

Figura 2. Composição da planta (A) e do fruto (B) do tomateiro.

 Nova Imagem (1)

Fonte: Altherton e Rudich, 1986, adaptado de Nutritional recommendations for tomato, Haifa

A importância dos nutrientes para a planta e os frutos do tomateiro

  • Potássio (K): grandes quantidades de potássio devem ser fornecidas de maneira a garantir teores adequados de K em todos os órgãos, principalmente devido ao papel que este elemento tem no tomate:

– Balanço das cargas elétricas negativas na planta: como cátion, o K é dominante, equilibrando as cargas negativas dos ânions orgânicos e minerais;

– Regulação dos processos metabólicos das células: sua principal função na ativação enzimática é a síntese de proteínas, açúcar e amido (mais de 60 enzimas dependem do K), sendo também responsável pela estabilização do pH da célula, mantendo-o em torno de 7-8;

– Regula a pressão osmótica: regula o turgor da planta, principalmente as células-guarda dos estômatos. No floema, o K contribui para a pressão osmótica e é responsável pelo transporte de metabólitos da fonte para o dreno (das folhas para os frutos e também para nutrir as raízes). Esta contribuição do potássio aumenta a matéria seca e o conteúdo de açúcar nos frutos, assim como aumenta o turgor dos frutos e, consequentemente, prolonga a vida de prateleira.

 Bio Soja - Crédito Shutterstock
Bio Soja – Crédito Shutterstock

Adicionalmente, aumenta a resistência ao murchamento; reduz a ocorrência de desordens de coloração e também a podridão apical, melhora a resistência às bactérias, vírus, nematoides e fungos; aumenta o conteúdo de sólidos nos frutos e melhora o sabor.

Essa matéria completa você encontra na edição de abril da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira a sua para leitura integral.  

ARTIGOS RELACIONADOS

Fertilizantes com algas marinhas potencializam nutrientes nas plantas

Jorge Otavio Mendes de Oliveira Junek Mestre em Agronomia, professor da Uniaraxá, consultor e pesquisador jorge.junek@gmail.com As algas marinhas são fruto do raciocínio simples e correto de...

Algas aumentam o tempo de pós-colheita das hortaliças

Nilva Teresinha Teixeira Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora do Curso de Engenharia Agronômica do Centro Regional Universitário de Espírito...

Algas marinhas induzem maior vigor na cebola

Tiago Henrique Costa Silva Engenheiroagrônomoe mestrando em Proteção de Plantas " IFG Urutaí (GO) tiago@agronomo.eng.br As algas marinhas agem diretamente na planta, induzindo maior vigor, produtividade e...

Alface fertirrigada garante a redução do uso de fertilizantes

Autores Rogério Zanarde Barbosa Doutor e professor - Faculdade de Ensino Superior e Formação Integral (FAEF, Garça - SP) rogeriozanarde@gmail.com Marcelo de Souza...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!