13 C
São Paulo
quarta-feira, junho 29, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Ácidos húmicos aumentam em 11% matéria seca da cana

Ácidos húmicos aumentam em 11% matéria seca da cana

Nilva Terezinha Teixeira

Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora de Nutrição de Plantas, Bioquímica e Produção Orgânica do Centro Universitário do Espírito Santo do Pinhal (UniPinhal)

nilvatteixeira@yahoo.com.br

Crédito Miriam Lins
Crédito Miriam Lins

Substâncias húmicas são amplamente reconhecidas como importantes componentes da matéria orgânica, influenciando indiretamente as propriedades químicas, físicas e biológicas dos solos.

Além de fornecerem nutrientes para as plantas por meio da mineralização (processo definido genericamente como a transformação das formas orgânicas dos elementos em formas iônicas pela ação das enzimas dos microrganismos), as substâncias húmicas também podem estimular diretamente o desenvolvimento e o metabolismo das plantas por meio de mecanismos ainda não totalmente elucidados.

A cana-de-açúcar

No cultivo de cana-de-açúcar o uso dos ácidos húmicos e fúlvicos vem sendo estudado principalmente como condicionador de solo. Na cultura da referida espécie se empregam máquinas pesadas, o que promove compactação de solos. Háevidências de que áreas tratadas com tais ácidos resistem mais ao estresse hídrico e são mais produtivas (em colmos e açúcar total recuperável – ATR), têm maior número de perfilhos e diâmetro de colmos.

 Entretanto, mesmo em solos porosos e adequados quanto aos atributos físicos, bons resultados têm sido encontrados com a aplicação dos ácidos em questão, quanto ao enraizamento e na produção de colmos e de açúcar.

Crédito Miriam Lins
Crédito Miriam Lins

Experimento

No UniPinhal, Espírito Santo do Pinhal(SP), em estudo realizado em vasos observou-se aumentosapreciáveis no desenvolvimento das raízes: na ordem de 25% no comprimento e de 32% na massa seca, com o uso de 10 L.ha-1 de formulado comercial contendo 10,5% de ácidos húmicos e 10,5% de ácidos fúlvicos.

Também no UniPinhal, de Witt; Teixeira (trabalho de conclusão de curso do primeiro autor), estudos com cana-soca em condições de campo mostraram que a aplicação de ácidos húmicos e fúlvicos promoveu benefícios na produção.

O experimento foi conduzido na cidade de Holambra (SP), na propriedade BNW Agrícola, no período de junho de 2014 a junho de 2015, em soqueira de cana-de-açúcar (Saccharumsp) da variedade CTC 15, em segundo corte.O primeiro corte foi realizado dia 15 de maio de 2014. O delineamento estatístico foi de blocos ao acaso, envolvendo cinco tratamentos (tabela 1) e quatro repetições.

A aplicação dos ácidos húmicos e fúlvicos aconteceu em duas vezes:aos 30 e aos 60 dias após o corte. Pulverizaram-se as soqueiras por meio de bomba costal (volume de calda 400 L.ha-1).

Tabela 1-Tratamentos empregados no ensaio com cana-de-açúcar, segundo corte. UniPinhal, Espírito Santo do Pinhal (SP) (2016)

Tratamentos *Doses de produto (L ha-1)
1 0
2 5
3 10
4 15
5 20

*Produto comercial com 10,0% de ácidos húmicos e 10,2% de ácidos fúlvicos

Resultados

Os resultados obtidos em relação ao peso dos colmos (figura 1) deixam evidente que o emprego dos ácidos húmicos e fúlvicos promoveu aumentos estatísticos. A observaçãomostra que otratamento mais eficiente foi o 4,onde se aplicou 15 L.ha-1do produto. A análise de regressão com resumo na tabela 2 e ilustrada pela figura 1 mostra que os efeitos foram quadráticos, o que permitiu verificar que a melhor dose foi 15,35 L.ha-1.

Quanto ao diâmetro de colmo (figura 2), verifica-se que a inclusão dos ácidos húmicos e fúlvicos não proporcionou qualquer benefício.

figura 1

Figura 1- Peso de colmos no ensaio com ácidos húmicos e fúlvicos em cana-de-açúcar (segundo corte) em ton.ha-1. Médias de quatro repetições.

Nova Imagem (5)

Figura2-Diâmetro de colmos (cm) no ensaio com ácidos húmicos e fúlvicos em cana-de-açúcar (segundo corte). Médias de quatro repetições

Saiba mais

As substâncias húmicas influenciam diretamente a estrutura física, química e microbiológica dos solos e, quandoempregadas no sistema produtivo, visam melhorar as condições do solo para o desenvolvimento, principalmente do sistema radicular das culturas. Promovem agregação das partículasdo solo, beneficiando, assim, a estrutura do perfil e, por conseguinte, propiciando a redução da densidade e maior capacidade de retenção de água do solo.

Essa matéria completa você encontra na edição de setembro 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Grãos Ácidos húmicos aumentam em 11% matéria seca da cana