18.6 C
Uberlândia
sábado, junho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoAconteceu o 3º Workshop Cultura da Seringueira

Aconteceu o 3º Workshop Cultura da Seringueira

Foto 01 - Fotos Jean Carlos Sousa A Associação dos Produtores de Borracha Natural de Goiás e Tocantins (APROB-GO/TO) promoveu, em parceria com a Faculdade Evangélica de Goianésia (FACEG), no dia 31 de outubro de 2015, o 3º Workshop Cultura da Seringueira em Goianésia, que contou com a presença de mais de 250 pessoas, lotando o auditório da FACEG.

 Fotos Jean Carlos Sousa
Fotos Jean Carlos Sousa

Este evento teve como objetivo principal unir produtores, viveiristas e estudantes em um dia todo dedicado ao setor da heveicultura (cultivo de seringueira), tendo em vista que o setor da borracha natural enfrenta dificuldades no quesito mercado, assim como os demais setores de nosso país. Para tanto, foram abordados temas relevantes que permeiam a cadeia da borracha natural.

Fotos Jean Carlos Sousa
Fotos Jean Carlos Sousa

Antônio Carlos da Costa, atual presidente da APROB-GO/TO, abordou o tema “Rentabilidade da Cultura da Seringueira“. Logo após sua palestra, Percy Putz, presidente na Câmara Setorial da Borracha Natural da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, ministrou a palestra “Mercado da Borracha Natural“. Logo que concluiu sua palestra, Ondino Cleante Bataglia, sócio-proprietário da empresa Complant, explanou sobre “Adubação na Seringueira“.

E, para encerrar as palestras no período da manhã, Edson Luiz Furtado, professor e pesquisador da Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu (SP), apresentou sua palestra “Doenças no Seringal“.

No período da tarde, todos os participantes foram convidados a se deslocarem para a fazenda Covoá, localizada a 2 km do auditório da FACEG, onde foi preparada uma estrutura para recebê-los, e estes tiveram a oportunidade de conhecer um dos seringais mais produtivos de Goiás.

Fernando do Val Guerra, presidente da Câmara Setorial da Borracha Natural (CSBN), apresentou ao público o trabalho que a Associação Brasileira dos Produtores e Beneficiadores de Borracha Natural (ABRABOR) vem desenvolvendo desde sua fundação (agosto/2015). E para finalizar o dia de palestra, o técnico em segurança do trabalho, Márcio Gonçalves Rezende, ministrou a palestra “NR 31“, abordando vários itens desta norma, que são relevantes para o setor da heveicultura.

Diretor da FACEG, ao lado da coordenadora do curso de agronomia da FACEG e alunos da instituição, na Fazenda Covoá - Crédito Rogério Mendes
Diretor da FACEG, ao lado da coordenadora do curso de agronomia da FACEG e alunos da instituição, na Fazenda Covoá – Crédito Rogério Mendes

Público

O evento contou com a presença de várias autoridades, como o prefeito de Goianésia, Jalles Fontoura de Siqueira, o diretor da FACEG, José Mateus dos Santos, Roberto Carvalho Castro, do Banco da Amazônia (BASA), Walter Vieira Rezende, presidente da Comissão Nacional de Silvicultura (CNS), representantes da Secretaria de Agricultura de Tocantins, SEBRAE, Sistema FAEG/SENAR, e representantes das empresas parceiras.

Essa matéria você encontra na edição de dezembro/ janeiro 2016  da revista Campo & Negócios Floresta. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Organominerais + ácidos húmicos + algas otimizam enraizamento do tomate

Bruno Nicchio bruno_nicchio@hotmail.com Daniel Lucas Magalhães Machado danielmagalhaes_agro@yahoo.com.br Engenheiros agrônomos e doutorandos em Fitotecnia - ICIAG-UFU Ernane Miranda Lemes Engenheiro agrônomo, fitopatologista e doutor em Fitotecnia ernanelemes@yahoo.com.br   É crescente a demanda por...

Peletização de sementes – A técnica para homogenizar o plantio

Sérgio Roberto Garcia dos Santos Pesquisador científico da Seção de Silvicultura do Instituto Florestal escunagarcia@if.sp.gov.br   Para espécies de sementes muito pequenas, há a necessidade de peletização para...

Isla Sementes comemora sucesso do estande na Hortitec

  A Isla Sementes, empresa que completa seu sexagenário em 2015, comemorou sucesso na 22º edição da Hortitec, Exposição Técnica de Horticultura, Cultivo Protegido e...

Irrigação de luz: melhorando a rentabilidade da atividade agrícola

Após incluir módulos LED no pivô de irrigação para suplementar luz na lavoura, o próximo passo do Grupo Fienile com a Tecnologia Irriluce foi criar o primeiro pivô que não irriga água, somente luz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!