24.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesAdjuvantes minimizam impactos das oscilações de clima

Adjuvantes minimizam impactos das oscilações de clima

Especialista da multinacional DVA Agro fala da importância da adoção de ferramentas tecnológicas que possam diminuir os reflexos do cenário atual nas lavouras brasileiras

Hora é seca severa, hora é chuva em excesso. A atual safra está caracterizada pelas oscilações climáticas, com destaque para as temperaturas mais elevadas e que realmente tem esquentado a cabeça de muitos produtores. Umas das opções disponíveis e que pode auxiliar a minimizar os impactos desse cenário na produção, seja qual cultivo for, são os adjuvantes. Estes, desempenham papel crucial, já que oferecem diversos benefícios com sua adoção.

O engenheiro agrônomo, coordenador técnico e  marketing Latam da DVA Agro, Daniel Petreli, destaca os principais ganhos que a classe agrícola tem ao fazer uso dessas ferramentas. O primeiro deles é obter maior resistência à chuva. Pois as estações secas podem estar associadas a precipitações imprevisíveis. “Os adjuvantes que melhoram a resistência dos produtos à chuva podem ajudar a garantir que estes após aplicados, permanecem eficazes mesmo que chova logo após a operação devido a capacidade de adesão e absorção. Isto é essencial para manter a eficácia das medidas de controle de pragas, por exemplo”, diz.

Outro benefício para situações adversas que os adjuvantes proporcionam, está relacionado a evaporação e deriva reduzidas, já que temperaturas mais altas e condições mais secas podem levar a uma evaporação rápida das soluções pulverizadas. “Os adjuvantes desenvolvidos para reduzir a evaporação ajudam a prolongar o tempo que os agroquímicos permanecem no estado líquido nas superfícies das plantas. Além disso, diminuem a deriva, evitando a perda de partículas pulverizadas para o ar circundante, garantindo que o defensivo ou agroquímico atinja o alvo”, relata Petreli.

A melhor penetração através das cutículas das plantas é outra característica que deve ser levada em conta na hora de optar por utilizar a tecnologia. Em períodos de estresse hídrico, as plantas se encontram com o seu metabolismo alterado em condições normais o que altera a capacidade de absorção e podem apresentar cutículas mais espessas ou mais resistentes e conforme o especialista endossa, os adjuvantes melhoram a capacidade de absorção de ingredientes ativos.

Mais ganhos contra o estresse climático

Com a utilização dos adjuvantes específicos de impacto da radiação ultravioleta (UV), a fotodegradação também é reduzida, protegendo os agroquímicos aplicados.  O profissional da DVA aponta também que a adesão aprimorada às superfícies das plantas proporcionada pela tecnologia é importante para melhor eficiência.

Não menos importante, é válido lembrar que os adjuvantes podem contribuir para a compatibilidade de diferentes agroquímicos e insumos agrícolas quando misturados em tanques.

Petreli completa alertando os produtores para que selecionem cuidadosamente os adjuvantes com base nos desafios específicos colocados pelas condicoes climaticas em sua região, o objetivo é sempre realizar as aplicações nas melhores condições principalmente temperatura, umidade e vento pois impactam diretamente na eficiência da aplicação se não utilizar das tecnologias de aplicação disponível nos equipamentos de pulverização e as tecnologias em adjuvantes.

 “Além disso, é fundamental seguir as taxas de aplicação e diretrizes recomendadas para garantir o uso seguro e eficaz de adjuvantes em diversas situações de clima. A consulta de serviços locais de extensão agrícola ou agrônomos pode fornecer informações valiosas adaptadas às necessidades específicas da cultura e da região”, completa o especialista.

Não esqueça!

É importante ressaltar que o produtor não deve esquecer de verificar, antes de escolher o melhor adjuvante, fatores como a formulação do defensivo que vai utilizar junto e as condições ambientais.  “A compatibilidade dos adjuvantes com tipos específicos de defensivos varia, eles interagem de maneira diferente com os adjuvantes, assim como os produtos biológicos. Já a eficácia pode ser influenciada por fatores ambientais como temperatura, umidade e vento”, finaliza Petreli.

ARTIGOS RELACIONADOS

Reduzir riscos no agronegócio

Apesar do agronegócio ser o combustível da economia brasileira, não dá para negar ...

Anomalias climáticas marcam o outono e inverno no Brasil

Análise foi feita Climatech internacional Meteum.

Melhora do clima pressiona cotações do café arábica

Preços do café arábica vêm caindo neste início de ano.

Aviões semeiam nuvens e fazem chover sobre os canaviais

Tecnologia limpa de indução de chuvas localizadas desenvolvida pela ModClima aumenta a quantidade de chuvas, melhora a distribuição, impulsionando o crescimento vegetativo da cultura e a produtividade agrícola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!