18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Adubação biológica proporciona mais produtividade com maior rentabilidade

Adubação biológica proporciona mais produtividade com maior rentabilidade

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

O solo compactado ao longo dos anos faz com que as plantas agricultáveis (soja, milho, girassol, trigo, cana-de-açúcar, citricultura, café, hortaliças, pastagens e outras) tenham dificuldade para obter melhor enraizamento, impedindo que nutrientes cheguem às folhas e a toda a planta. Também aumentam as pragas de solo, nutrientes retidos e indisponíveis no solo, baixa retenção de água, alto custo de produção, baixa lucratividade, etc.

De acordo com a engenheira agrônoma e representante da Microgeo em Missões (RS) e no Estado, Maísa D. Wohlenberg, a compactação do solo, por definição, é o aumento da densidade e redução de poros que ocorre devido a manejos não conservacionistas, tais como operações físicas em condições de umidade acima da capacidade de campo, correções químicas do solo feitas com doses excessivas e a monocultura.

“Os reflexos diretos dessa compactação do solo é a redução das respostas às adubações e ataques de pragas e doenças, fatores que estão diretamente ligados ao menor enraizamento e à falta de água no solo“, reforça Wohlenberg.

Segundo Maísa, como a cultura não absorve os nutrientes provenientes das adubações, se desequilibra nutricionalmente e se torna suscetível ao ataque de pragas e doenças, resultando em uma menor produção e rentabilidade. Algumas técnicas utilizadas para resolver o problema de compactação do solo por muitas vezes não atingem o objetivo, pois somente tentam corrigir os efeitos e não atuam na causa do problema.

Adubação biológica

A adubação biológica tem sido a solução de baixo custo para mais de quatro mil agricultores no Brasil e em Estados como no Rio Grande do Sul, com mais de 50 mil hectares adubados com a técnica.

De acordo com o agricultor gaúcho AdroaldoGirotto, de Palmeira das Missões (320 km de Porto Alegre), o trabalho da Microgeo tem se mostrado eficiente, inclusive com resultados positivos. “Comecei aplicando a adubação biológica em 40% da propriedade há dois anos e agora vamos passar para 100% devido à qualidade da terra e do aumento da produção. Tivemos aumento de 10,8 sacas por hectare em relação ao ano anterior“, declara.

O conceito da adubação biológica produzida com Microgeo, produto da empresa Microbiol, é: “Por meio de uma biofábrica local, trabalha-se a biodiversidade ecológica do solo trazendo benefícios multifuncionais ao agricultor, os quais são provenientes da reestruturação do solo“.

Segundo o pecuarista de leite, Joelson Pertuzatti, de Rondinha, a adubação biológica melhorou a descompactação e hoje uso em 100% da propriedade, que está dividida em 50% pastagem e 50% milho. Houve reflexo, também, na produção de leite de suas vacas holandesas no inverno, quando chegam à média 35 kg de leite/vaca/dia.

Essa matéria completa você encontra na edição de novembro 2015  da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Grãos Adubação biológica proporciona mais produtividade com maior rentabilidade