Adubação líquida

0
52

Quais os resultados?

Aldeir Ronaldo SilvaEngenheiro agrônomo e doutorando em Fisiologia e Bioquímica de Plantas – ESALQ/USP

Adubação – Foto: Shutterstock

A prática da adubação propicia para a agricultura a disponibilidade de nutriente essenciais e benefícios para as culturas agrícolas, sendo que as concentrações desses nutrientes no solo estão, na maioria das vezes, abaixo da necessidade da planta, para obtenção de altas produtividades.

Ao longo do tempo, a tecnologia quanto à produção de novos adubos promoveu um ganho em produtividade das culturas agrícolas em virtude da melhor eficiência quanto à disponibilidade de nutrientes para a planta.

Nesse caso, a introdução de adubos líquidos na agricultura leva ao aumento de eficiência e redução de custo da técnica de adubação. Além disso, os adubos líquidos diferem dos convencionais por apresentarem fontes líquidas de alta densidade ou, quando a forma é sólida, geralmente apresenta alta solubilidade (Rodrigo & Mesquita, 2016).

Benefícios da técnica

Destacam-se como benefícios da técnica o aumento na precisão quanto à concentração do nutriente fornecido para a planta em função do estádio vegetativo da cultura agrícola e maior eficiência na correção de carência nutricional de nutriente com baixa mobilidade no solo, como por exemplo, o fósforo.

O uso de adubos líquidos também promove maior absorção das plantas, em virtude de muitos produtos possuírem formulação com elementos prontamente disponíveis para o metabolismo da planta, evitando assim perdas quanto a reações químicas com outros elementos no solo e geralmente promovendo a indisponibilidade do nutriente para a planta.

O uso dessa técnica permite uma série de vantagens para a lavoura quanto às diversas formas de aplicação associada a outros produtos, o que implica em redução de custo, quanto ao número de aplicações, podendo ser utilizado tanto por pequenos como grandes produtores, por meio de bomba costais, aspersores ou via fertirrigação.

Manejo

Para implementação da técnica é recomendável o auxílio de um profissional, em virtude da diversidade de produtos e formulações existentes no mercado, com o objetivo de maximizar a eficiência da técnica.

O primeiro ponto para implementar a técnica é a realização da análise de fertilidade do solo é depois a análise foliar, que permite identificar os nutrientes deficientes para a cultura. A partir daí e com o auxílio de um profissional, o produtor vai indicar a dosagem mais adequada para a cultura, que varia de acordo com a espécie cultivada.

A aplicação dos adubos líquidos pode acontecer por pulverização foliar ou, no caso de cultivos protegidos, por meio da fertirrigação. É importante ressaltar, no momento da aplicação, que devem ser evitadas condições ambientais como dias com elevada temperatura, alta velocidade do vento e dias chuvosos.

Toma lá, dá cá

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.