Agricultura de precisão

0
100

Ivan Marcos Rangel Juniorjuniorrangel2@hotmail.com

Renata Elisa Violrenataviol@live.com

Engenheiros agrônomos e doutorandos em Agronomia/Fitotecnia (Fruticultura Tropical) – Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Pêssego – Fotos: Shutterstock

A agricultura de precisão é uma área inovadora e tecnológica que emprega diversas setores dentro da agricultura, tendo por finalidade tratar a área de produção que apresenta variabilidade agrícola, considerando sua heterogeneidade para obtenção de resultados mais homogêneos em sua produção, desde a preparação do solo para o plantio até a colheita.

A princípio, esse modelo de agricultura foi norteado pelas máquinas agrícolas, como as colheitadeiras e semeadeiras, em que sofisticados computadores de bordo e sistemas de navegação possibilitavam a geração de mapas de produtividade. Com o tempo e o avanço da tecnologia, essas técnicas foram aprimoradas e, então, tornou-se possível o mapeamento da variabilidade do solo, plantas e outros parâmetros, resultando na aplicação otimizada de insumos, diminuindo custos e impactos ambientais e, consequentemente, aumentando o retorno econômico, social e ambiental.

Realidade

Atualmente, a agricultura de precisão é uma realidade nos mais diversos setores da agricultura, lançando mão de grande conjunto de tecnologias, como: GNSS (Sistema global de navegação por satélite), SIG (Sistemas de Informações Geográficas), sistemas de informações, bancos de dados, sensores para medidas ou detecção de parâmetros ou de alvos de interesse no agroecossistema (solo, planta, insetos e doenças), de geoestatística e da mecatrônica.

Com o GNSS é possível obter informações por localização de fertilidade e textura do solo, capacidade de retenção de água, declividade do terreno e da produtividade. Já o SIG é utilizado no tratamento desses dados espaciais e na elaboração de mapas, fazendo com que a análise conjunta desses dados permita elaborar recomendações precisas nas lavouras.

O emprego de veículos aéreos não tripulados (VANTs) na agricultura vem, também, corroborando para a tecnificação desse setor por meio de visão computacional no diagnóstico de pragas e doenças, resultando na detecção precoce e controle localizado e, consequentemente, no uso racional de defensivos.

Esses equipamentos captam imagens de alta resolução, podendo ser utilizados diariamente, por apresentarem menor interferência das condições climáticas, quando comparados às demais técnicas.

Ferramenta de alto desempenho

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.