28 C
Uberlândia
terça-feira, junho 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosAgritech troca tratores por sacas de café

Agritech troca tratores por sacas de café

Créditos Luize Hess
Créditos Luize Hess

A grande novidade da Agritech na Expocafé, feira dedicada ao setor cafeeiro na qual a empresa participa há mais de 10 anos, foi a possibilidade de os agricultores adquirirem máquinas e implementos YanmarAgritech em troca de sacas de café. A transação, ainda pouco difundida no mercado cafeeiro, é conhecida como barter.

Segundo o gerente nacional de vendas da Agritech, Nelson Watanabe, a empresa espera incrementar suas vendas ao oferecer aos produtores mais esta opção de negociação. “O agricultor adquire 100% da máquina por meio de uma venda futura do seu café. E a grande novidade é que a própria máquina fica como garantia do cumprimento da negociação”, ressalta.

As transações realizadas pela Agritech envolvem uma trade do setor, responsável por receber o café negociado com a Agritech. “Nossas expectativas são enormes e já percebemos uma boa aceitação do mercado em relação a este tipo de operação. É uma vantagem para o produtor poder mecanizar seu cafezal e quitar os investimentos com o produto que colhe”, comenta Watanabe.

O pagamento acontece em duas safras, ou seja, em dois pagamentos. Mas, se o produtor preferir, pode quitar tudo em apenas um ano. “Funciona assim: se uma saca de café custa R$ 700,00, eu divido o preço do trator pelo valor das sacas (média do mercado futuro, pois são dois pagamentos) determinado pela trade. Para nós, a vantagem desse tipo de negociação é a facilidade de venda, principalmente em ano instável economicamente. E, para o produtor, a facilidade de não ter que se descapitalizar para pagar os maquinários. Na cafeicultura, esse sistema de compra e venda é novo, mas apostamos que vai dar certo“, diz o gerente da empresa.

 

 A Agritech difundiu o sistema Barter, ou seja, compra de máquina por sacas de café - Créditos Luize Hess
A Agritech difundiu o sistema Barter, ou seja, compra de máquina por sacas de café – Créditos Luize Hess

Linha de tratores

A Agritech tem uma linha completa de tratores preparados para trabalhar na cultura do café, desde os mais estreitos, na categoria de 50 CV, até os maiores. “Para a lavoura de café o trator tem que ser forte e estreito, econômico, e essas características sempre foram trabalhadas pela Agritech. Temos tratores super estreitoscabinados, com modelos específicos para esse mercado, como o 1155 super estreito, um trator de 55 CV, com 1,16 m de largura, nas versões cabine aberta e com ar condicionado. Da linha de 75 CV temos o 1175 super estreito, com 1,30 m de largura total“, conclui Watanabe.

Essa matéria você encontra na edição de julho da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar.

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Frutos de café, amarelos e vermelhos no mesmo pé – O que será?

José Braz Matiello jb.matiello@yahoo.com.br Saulo Roque Almeida Engenheiros agrônomos da Fundação Procafé Luiz CarlosFazuoli Engenheiroagrônomo e pesquisador do IAC Corre por aí, na internet, uma foto, ao que nos parece,...

Mudanças trazem obrigações e benefícios para o mercado de café

No momento, o mercado passa por um período de dificuldades, como questões climáticas e acesso a insumos, que causam variações de preços de mercado e afetam substancialmente as negociações e trazem mal estar ao setor.

Palini & Alves – Àfrente do seu tempo

A Palini & Alves participa da Femagri há quatro anos. “Temos uma parceria forte e solidificada com a Cooxupé, com a qual fazemos um...

Pesquisa alerta para controle preventivo da mancha-de-Phoma no cafeeiro

  Doença deve ser monitorada, principalmente, nos períodos de florada e pós-florada   Pesquisadores da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) alertam para o controle...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!