26.6 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesAgroBrasília é vitrine e impulso para o agro

AgroBrasília é vitrine e impulso para o agro

Crédito Divulgação

A Feira ocorre de 17 a 21 de maio, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no PAD-DF, uma das maiores regiões rurais do Distrito Federal, a cerca de 70 km de Brasília. Tendo como área de abrangência o Centro-Oeste, Minas Gerais e alguns outros estados, a AgroBrasília segue com seu objetivo de levar ao campo as tecnologias, os sistemas e os processos mais modernos do mercado.

Altos índices de produtividade, maiores que a média nacional, e uso intensivo de tecnologia são alguns dos fatores que explicam como o Planalto Central alcançou a posição que ocupa no agro hoje. Os estados do Centro-Oeste e Minas Gerais possuem cerca de 35 milhões de hectares de soja, milho, feijão, arroz, trigo, algodão. Além do cultivo de grãos, existem plantios de verduras, frutas, flores, a maior área irrigada da América do Sul (mais de 250 mil ha sob pivô central), e rebanhos suínos, de aves, ovinos, caprinos.

Em cada hectare desse polo são colhidos cerca de 4,3 mil quilos, o que configura a maior produtividade do País. A produção total deve ser de aproximadamente 150 milhões de toneladas, o equivalente a 55% do total da safra do País em 2021/2022, estimada entre 260 e 265 milhões de toneladas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O crescimento previsto pode ser de até 4% em relação à safra total de 2020/2021.

Mesmo dentro dessa região tão destacada, o Distrito Federal consegue se sobressair pela ainda mais alta produtividade. A área de plantio é de quase 165 mil hectares, pouco diferente da que havia na safra 2020/2021. No entanto, a produtividade aumentou nesta safra 2021/2022, alcançando quase 4,8 mil kg/ha, a segunda maior do Brasil. O total da colheita deve ficar entre 800 e 900 mil toneladas, o que representa crescimento, tendo em vista que a safra 2020/2021 ficou em torno de 700 mil toneladas.

Além de vitrine, a Feira é impulso para o agro. Para o seu presidente, Ronaldo Triacca, a AgroBrasília contribuiu para o desenvolvimento da região, ao prover a pequenos e médios produtores o acesso a mais tecnologias. “Esses agricultores não frequentavam as feiras mais tradicionais. Assim, agregar esses segmentos resultou em ganhos tecnológicos, de conhecimento, e sociais, que podem ser aferidos na maior produtividade das propriedades de todo o Planalto Central, maior renda para o produtor, incremento na gestão das empresas rurais, maior empreendedorismo. Estamos em uma região muito forte, que é reflexo também da Feira”, avalia.

A AgroBrasília é realizada com apoio da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (Seagri-DF), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) e da Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF).

ARTIGOS RELACIONADOS

21ª Tecnoshow COMIGO promoverá mais de 100 horas de conhecimento

Evento será realizado entre os dias 08 e 12 de abril, em Rio Verde e já conta com a confirmação de grandes nomes do agro em sua programação

EPAMIG e UFLA realizam 1º Encontro Tecnológico de Arroz de Terras Altas em Minas Gerais

Evento gratuito e presencial ocorre em Lavras (MG), no dia 8 de março, a partir das 8h, e contará com degustação de receitas como bombom de arroz.

Agristar do Brasil apresenta novidades durante Open Field Day e Hortitec

Entre os dias 21 e 23 de junho, a Agristar, por meio das linhas profissionais de sementes híbridas de alta tecnologia, Topseed Premium e...

Isla apresenta novidades na Hortitec

A Isla Sementes, uma das maiores empresas do setor do país, vai apresentar novidades na 22ª edição da Hortitec, que ocorre entre 17 e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!