18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Agrotêxtil: Solução biorracional para o repolho

Agrotêxtil: Solução biorracional para o repolho

Autor

Welson Perli Pereira
Pesquisa e Desenvolvimento de Mercado – Fênix Net 
welson@fenixnet.agr.br
Fotos: Welson Perli

A agricultura tropical em particular vem sendo afetada de maneira significativa diante das mudanças climáticas. Do ponto de vista ecológico, a lei da tolerância (Shelford, 1913) nos diz que: “Para cada espécie existem amplitudes de tolerância (com limites mínimos e máximos) aos fatores ecológicos, dentro das quais sua existência é possível.”

Dentro dessa visão, observamos que a região nordeste possui gradiente ambiental extremamente favorável para a multiplicação da traça. Tratando o assunto de maneira direta, dizemos que cultivar repolho, brócolis ou couve-flor é inviável diante das atuais circunstâncias, em que a maior parte dos controles químicos já não possui efetividade devido às resistências adquiridas aos princípios ativos comerciais existentes.

Em nossas condições de produção, devemos levar consideração a sua alta população, bem como a velocidade de multiplicação (seis gerações/ciclo da cultura instalada) da traça-das-crucíferas (Plutella xylostella) em nossas regiões, que têm como aptidão o cultivo do repolho.

Proteção

Nas atuais circunstâncias, surge um modelo de cultivo protegido com a manta agrotêxtil (barreira física ), que possibilita o plantio de forma segura e sustentável para a cultura do repolho durante todo seu ciclo de desenvolvimento.

Não podemos confundir o TNT com manta Agrotêxtil, pois o TNT é uma matéria-prima com diversas aplicabilidades que vai desde construção civil  a saúde humana, já o Agrotêxtil é um produto com aplicabilidades agronômicas que tem por finalidade proteger a cultura do repolho contra o ataque das pragas, a radiação solar  e diminuir a temperatura sobre a área aplicada, resultando assim na diminuição do uso de recursos hídricos e se tornando um produto sustentável, com a aplicabilidade em duas distintas formas, cada uma com suas vantagens, benefícios e riscos, a saber:

þ Float covers (manta flutuante);

þ Microtúneis.

Recomendações

Nossa recomendação é que se use mulching de preferência na cor branca (conforto térmico) para prevenção de ervas daninhas, pois dentro da área protegida se potencializa o desenvolvimento das mesmas e os herbicidas têm se mostrado de baixa efetividade e controle.

Uma vez fechada a zona de proteção, não se deve abrir os túneis ou canteiros sob as mantas flutuantes. Frisamos que manta agrotêxtil é uma ferramenta e, para que tenha efetividade é necessário conhecimento técnico para o manejo (nutrição, irrigação, prevenção de pragas e doenças), levando em consideração o dimensionamento da área plantada para estudo da viabilidade do método de cultivo a ser empregado.

Quanto custa?

O investimento para instalação do projeto pode variar conforme a região e o tipo de material empregado na confecção da manta, isso pensando nos microtúneis, bem como na densidade de plantio da lavoura e da variedade usada no plantio.

Em um adensamento de plantio de 0,28 cm x 0,28 cm, com um canteiro de superfície  de 1,20 m, teríamos 15,30 unidades/metro linear de canteiro a um custo de R$ 0,24/unidade de cabeça produzida, resultando em um produto com alto padrão de qualidade e que obedece as normas e exigências de mercado.

Inicio Revistas Hortifrúti Agrotêxtil: Solução biorracional para o repolho