18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Alerta para os nematoides em soja

Alerta para os nematoides em soja

Autores

Amélio Dall’Agnol
amelio.dallagnol@embrapa.br
Waldir Pereira Dias
Pesquisadores da Embrapa

Crédito Embrapa

Até um passado recente, os nematoides não representavam grande preocupação fitossanitária para a cultura da soja. Não sabemos se isto ocorria pelo desconhecimento da sua presença e prejuízos que causavam, ou se eles apareceram mais tarde, acompanhando a rápida evolução da cultura pelo País.

São mais de 100 as espécies de nematoides associadas com a cultura da soja no mundo, mas apenas quatro espécies são motivo para preocupações por parte dos sojicultores brasileiros: os nematoides formadores de galhas, o de cisto, o das lesões radiculares e o nematoide reniforme.

Os formadores de galhas se destacam por serem amplamente distribuídos pelas regiões produtoras de soja do País e por serem facilmente percebidos, arrancando-se as plantas e observando as deformações (galhas) nas raízes. Os sintomas na parte aérea nem sempre estão presentes, razão pela qual, talvez, os produtores tenham demorado para aperceber-se da presença e dos danos causados à produtividade.

Tarde demais

Infelizmente, quando a presença de nematoides é detectada pelo aspecto amarelado das folhas ou outras manifestações, tudo o que o produtor pode fazer é prevenir-se para a próxima safra: rotação de culturas com espécies vegetais resistentes ou hospedeiras desfavoráveis, adoção de boas práticas de manejo do solo e da cultura, dentre outras.

Não há agrotóxicos capazes de reverter a situação. Uma vez estabelecidos na lavoura, os nematoides serão presença permanente. O que pode mudar é a quantidade deles, que pode ser reduzida ou aumentada em função das práticas culturais adotadas pelo produtor. 

Plantas daninhas também podem ser multiplicadoras dos nematoides, algumas com maior intensidade que outras, as quais precisam ser combatidas para não incrementar o problema,

Variedades resistentes

A medida mais indicada para o controle dos nematoides seria o cultivo de soja com variedades imunes à doença, conforme ocorre com muitas outras doenças. Mas estas variedades não existem. O que existe são variedades tolerantes a algumas raças de cada espécie, que se bem não eliminam o problema, seu uso ameniza os danos.

Mais de 100 variedades de soja resistentes ou tolerantes às diferentes espécies de nematoides estão disponíveis no mercado brasileiro. Todavia, ainda existe carência de cultivares resistentes e adaptadas para todas as regiões de cultivo da soja.

Inicio Revistas Grãos Alerta para os nematoides em soja