Alface americana lidera demanda de fast foods

0
10

Jean de Oliveira SouzaEngenheiro agrônomo e doutor em Produção Vegetal jsoliveira1@hotmail.com

Alface Americana – Crédito – Ana Maria

No Brasil, a alface americana vem adquirindo crescente destaque, e para atender a demanda das indústrias no preparo de refeições e sanduíches, seu cultivo está sendo realizado de modo contínuo, durante o ano todo, embora, por ser uma hortaliça de inverno, seu cultivo em determinadas épocas do ano seja dificultado pelo aumento na incidência de doenças e desequilíbrios nutricionais, principalmente no verão, quando as temperaturas são elevadas e as chuvas são frequentes durante o desenvolvimento da cultura.

Hoje, no Brasil, há uma demanda por diversos tipos de alface. No mercado há disponibilidade de um grande número de cultivares. As ditas nacionais são aquelas que foram desenvolvidas graças ao melhoramento genético para as nossas condições edafoclimáticas, e por isso permitem aos produtores que sejam exploradas em qualquer época do ano, gerando mais rentabilidade.

Além da escolha de uma cultivar adaptada, a opção por sementes de alta qualidade tem grande importância para assegurar não apenas a produtividade, como também a qualidade e padronização do produto colhido.

Mercado

Os produtores de alface estão de olho no potencial do mercado para a atender a demanda da produção de alface americana. O cultivo de variedades de alface americana tem despertado o interesse de muitos produtores rurais pela possibilidade de obter boa rentabilidade, além do grande número de variedades disponíveis no mercado terem sido tropicalizadas para as condições nacionais, o que facilita o manejo da cultura.

Manejo

Quanto ao plantio, a alface americana não difere dos demais tipos alface, porém, é importante o manejo adequado de controle de água e nutrientes ao longo do ciclo da cultura. O manejo fitossanitário também não deve ser desprezado, embora a maioria das variedades de alface americana sejam mais resistentes às pragas e doenças.

Vantagens da alface americana

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.