17.7 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 12, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiAlho: Competição com a China

Alho: Competição com a China

Autoria: Lauro Luis PetrazziniDoutor em Agronomia\Fitotecnia e professor doutor da Fatec\Senai campus Rondonópolis (MT) lauropetrazzini@hotmail.com

Alho – Crédito: shutterstock

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a produção mundial de alho no ano de 2017 foi de 28,2 milhões de toneladas, sendo a China o maior produtor, com 22,2 milhões de toneladas, seguido da Índia, com 1,7 milhão de toneladas. O Brasil foi o 16º maior produtor mundial de alho, com 120,9 mil toneladas.

A produção brasileira foi de 120.900 toneladas em aproximadamente 102 mil hectares, com uma produtividade de 11,8 ton por hectare, abaixo de países como Uzbequistão, com 31,2 ton/ha (maior produtividade), seguido da China, com 27,1 ton/ha e Haiti, com 26,1 ton/ha.

As principais regiões produtoras são:

Estados Produção Área plantada Evolução da produção nos últimos cinco anos
Minas Gerais              44.088 ton 3.212 ha 27,5%
Goiás                         27.875 ton 2.151 ha -4,9%
Santa Catarina           23.750 ton 2.400 ha 7,7%
Rio Grande do Sul 15.542 ton 1.973 ha -2,9%
Bahia         6.336 ton 755 ha -6,2%

Oferta e demanda

A oferta de alho pelos produtores brasileiros é de, aproximadamente, 120.900 toneladas, para atender a demanda de 279.900 ton anuais, sendo necessário a importação de 159.000 ton desta cultura.

Os principais países exportadores são: China com 66.000 ton, Argentina com 85.000 ton, e demais países, como Espanha e Chile o restante da quantidade necessária.

Área plantada

No Brasil, o período de plantio se estende de final de fevereiro até junho nas regiões sudeste, centro-oeste e nordeste, destacando-se os meses de março e abril como os melhores. Já na região sul o plantio é realizado entre maio e julho.

Como a colheita de alho acontece em cinco meses, na média, após o plantio, os meses de oferta da cultura são a partir de julho até dezembro, sendo necessário a importação para atender a demanda brasileira.

Custo e preço de venda

O custo de produção do alho médio, no ano de 2019, foi de R$ 66.059,00 por hectare, para uma produção de 16 ton por hectare (segundo a Conab). Porém, esse é um valor médio, sendo que a análise de cada propriedade deve ser levada em consideração.

O preço da caixa de 10 kg foi praticado a R$ 70,00 no final de 2019. O cenário apresentado, na maioria dos casos, promove lucro ao produtor, porém, a concorrência desleal do alho importado (principalmente da China), com redução no valor de importação de até R$ 30,00, favoreceu o consumo do alho importado, forçando o produtor brasileiro a baixar o preço, e neste caso, o lucro pode se transformar em prejuízo.

Balanço da cultura em 2019

Em 2019 o produtor foi novamente desestimulado devido à concorrência desleal do alho chinês, porém, a melhora do preço favoreceu a rentabilidade.

Tendência para 2020

Em 2020 o produtor brasileiro se apoia em uma campanha antidumping e tem esperança na taxação do alho chinês, favorecendo a manutenção dos preços e a maior rentabilidade.

ARTIGOS RELACIONADOS

Manejo biológico no controle de raiz rosada

O termo “raiz rosada” reflete o sintoma mais comum e de maior importância para diagnose ...

A renúncia fiscal e o desenvolvimento social

A Renúncia Fiscal é uma forma de desoneração tributária e faz parte das Leis de Incentivo Fiscal, como a de Incentivo ao Esporte, Fundo do Idoso e Fundo da Infância e da Adolescência.

Bioestimulantes, ácidos húmicos e fúlvicos a agricultura

Novas tecnologias e sistemas de produção sustentáveis vêm sendo estudados, desenvolvidos ...

BASF avança em soluções integradas para a agricultura

Expansão das inovações para um manejo mais eficiente das lavouras, reforçando a excelência em proteção de cultivos, biotecnologia e interpretação de dados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!