Aminoácidos essenciais às plantas

0
41

Tarcísio da Silva Vasconcelostarcisiovasconcelos589@gmail.com

Wantonny Yves Rodrigues do Nascimentonwt156@gmail.com

Igor dos Reis Oliveirareisigor07@gmail.com

Graduandos em Agronomia – Universidade Estadual do Maranhão (UEMA)

Mamão – Crédito: Shutterstock

Para as plantas, existem 20 aminoácidos essenciais para seu desenvolvimento e esses aminoácidos são precursores de vários tipos de substâncias que apresentam papéis importantíssimos para o desenvolvimento da planta, como os aminoácidos responsáveis pela síntese da clorofila: alanina, arginina e glicina; arginina e metionina que atuam no desenvolvimento da raiz e também retardam a senescência (envelhecimento das células vegetais).

O triptofano, por exemplo, é um conhecido precursor do ácido indolilacético, auxina promotora de crescimento vegetal, enquanto a metionina é um aminoácido precursor do etileno, responsável pela maturação de frutos e senescência vegetal.

A produção desses aminoácidos possui um elevado gasto de energia, que é crítico em situações de estresse, como: seca, doença, variações bruscas de temperatura, fitotoxidade, entre outros.

A síntese natural de grandes quantidades de aminoácidos livres diminui a formação de proteínas, afetando negativamente o crescimento da planta. Por isso, a aplicação de aminoácidos na planta favorece todos os processos nos quais as proteínas intervêm.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.