23.1 C
São Paulo
quarta-feira, janeiro 19, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Revistas Hortifrúti Aminoácidos ajudam na recuperação da cebola

Aminoácidos ajudam na recuperação da cebola

Bruna OrsiEngenheira agrônoma, mestra e doutoranda – ESALQ-USP brunao.orsi@usp.br

Ana Paula PreczenhakDoutora e pós-doutoranda em Agronomia – ESALQ-USP e professora – Faculdade de Ensino Superior Santa Bárbara (FAESB)appreczenhak@gmail.com

Matheus de Jesus MoraisGraduando em Engenharia Agronômica – ESALQ-USPmatheusmorais@usp.br

Cebola – Crédito: Shutterstock

A cultura da cebola vem mostrando incrementos de produtividade nas últimas décadas graças às técnicas de manejo de irrigação, adubação, plantio direto e, mais recentemente, à aplicação de biorreguladores e bioestimulantes. O rendimento passou de uma média de 12.000 kg/ha, em 1998, para 30.000 kg/ha na safra 2020/21.

No campo, a produtividade da cebola está diretamente relacionada aos impactos gerados pelos estresses bióticos e abióticos. Quando falamos de estresses abióticos, estamos nos referindo, entre outros: à falta de água (regime de secas), salinidade do solo (ocasionada por fertilizantes, por exemplo), mudanças de temperatura (muito altas ou muito baixas) e contaminação do solo por metais pesados.

Estresses

O estresse abiótico é um dos principais responsáveis pela perda de rendimento em cebola, sendo estimado que estes fatores podem chegar a aproximadamente 70% do potencial de perdas.

Esta alta taxa de perdas ocasionada pelo estresse abiótico é relacionada às respostas metabólicas da planta ao ambiente. A geração de espécies reativas de oxigênio, os radicais livres, ocasionam dano oxidativo pelo aumento da peroxidação das membranas celulares, o que desestabiliza as células, provoca a degradação de proteínas e, consequentemente, afeta o desenvolvimento da planta.

Defesa

Para defesa, as plantas contam com mecanismos de defesa antioxidante, como o acúmulo de aminoácidos, dentre eles principalmente a prolina e as betaínas. Outros compostos de defesa derivados de aminoácidos também são produzidos, como as poliaminas, hormônios e compostos fenólicos, além da ativação do metabolismo de açúcares.

A adoção do uso de bioestimulantes e/ou fertilizantes organominerais com aminoácidos vem ganhando destaque devido aos seus resultados na manutenção, proteção e incremento de produtividade da cultura.

Por que são tão importantes e quem são os aminoácidos?

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Revistas Hortifrúti Aminoácidos ajudam na recuperação da cebola