Aminoácidos e substâncias húmicas em frutas

As substâncias húmicas, em especial o aporte de ácidos fúlvicos e húmicos, vem sendo empregado cada vez mais em sistemas de fertirrigação.

0
52
Crédito Compo

Alexsander Campagnolo
Coordenador de vendas regional sul Brasil e vendedor técnico Compo Expert

Quando falamos em produção de frutas no Brasil, muitos são os desafios que estão atrelados, desde a implantação do pomar até a sua efetiva produção. Nos últimos anos, nós presenciamos condições climáticas adversas, como elevadas temperaturas e temperaturas baixas, com ocorrência de geadas e déficit hídrico que contribuem para a redução do potencial produtivo, podendo chegar até a perda de 100% da safra nas áreas de fruticultura.
Há alternativas para que esses danos sejam mitigados nas culturas, principalmente relacionados ao frio, que são comuns na região sul do País e ocorrem nesta época do ano. Dentre as alternativas disponíveis no mercado, o uso de aminoácidos aliados à aplicação de substâncias húmicas ganha um papel de grande importância neste cenário.

Ação e reação

Os aminoácidos são ingredientes fundamentais no processo de síntese proteica – cerca de 20 aminoácidos estão envolvidos neste processo. Estes se diferem uns dos outros em suas cadeias laterais, ou grupos radicais, que variam em estrutura, tamanho, carga elétrica e função, e que influenciam a solubilidade dos mesmos em água.
Muitos outros aminoácidos são sintetizados pelas plantas, porém, são menos comuns e sem função na síntese proteica (Nelson; Cox, 2005). Por este motivo, é primordial conhecer quais aminoácidos são aportados para o melhor posicionamento e efetividade destes.
Quando fornecidos de forma exógena, promovem aumento na taxa metabólica da planta, estimulando a fotossíntese e fazendo com que haja maior translocação de nutrientes entre os tecidos das plantas, com maior concentração de soluto nas células e assim, diminuição do ponto de congelamento.

Em conjunto

O uso concomitante com extrato de algas à base de Ascophyllum nodosum e nutrientes como potássio, magnésio e boro pode potencializar estes efeitos positivos na mitigação dos danos ocasionados por baixas temperaturas.
No geral, as aplicações nestas situações acontecem no momento de florescimento de algumas culturas, como o caso do pêssego, ameixa e maçã, o que previne a queda de flores e perda (queda) de frutos em estágios iniciais de desenvolvimento.
Além de auxiliar na redução de estresses fisiológicos, os aminoácidos têm papel fundamental no estímulo da planta, na qualidade e padrão de frutos e shelf life destes. Ao realizar a aplicação na fase de desenvolvimento de frutos, aumentam o metabolismo da planta, fazendo com que a mesma tenha maior translocação de fotoassimilados, auxiliando na redução de deficiências nutricionais, que muitas vezes não são detectadas, e por isso, comumente chamadas de “fome oculta”.
Assim, esta aplicação contribui para o aumento dos níveis de produtividades dos pomares e proporciona frutos de maior calibre, provenientes do melhor aproveitamento de nutrientes do sistema solo/planta.

Ácidos fúlvicos e húmicos

As substâncias húmicas, em especial o aporte de ácidos fúlvicos e húmicos, vem sendo empregado cada vez mais em sistemas de fertirrigação a fim de promover melhor a dinâmica dos elementos minerais nas regiões de absorção radicular, pelo benefício do aumento da Capacidade de Troca de Cátions (CTC) do solo.
A técnica libera elementos nocivos ao bom desenvolvimento radicular para a solução do solo, como o cloro e o sódio, e assim os mesmos podem ser lixiviados. Desta forma, temos maior eficiência dos nutrientes aplicados ao solo.
Além destes benefícios, a aplicação via fertirrigação de ácidos fúlvicos e húmicos favorece o melhor desenvolvimento do sistema radicular, com melhor volume de solo explorado, e auxilia na atividade microbiana no solo.
Os aminoácidos e as substâncias húmicas, aplicados durante a maturação dos frutos, funcionam como veículo para os carboidratos, além de facilitar o acúmulo de nutrientes nas raízes da planta. Portanto, a maturação dos frutos se intensifica, assim como a sua coloração e o seu teor de açúcar (grau brix).
Ao realizar o manejo destes associado ao aporte do macronutriente potássio, há benefícios diretos relacionados ao preenchimento dos frutos e calibre.

Soluções completas

Portanto, a Compo Expert oferece em seu portfólio o Basfoliar® Black Evolution SL, organomineral que alia o aporte de substâncias húmicas com aminoácidos essenciais à planta. Fertilizante versátil, de fácil manejo e extremamente eficiente em campo, permite ao fruticultor a utilização deste produto em diferentes fases do desenvolvimento das culturas, inclusive em aplicações com a finalidade de auxiliar a planta na recuperação de estresse, como frio e temperaturas elevadas.