23.3 C
São Paulo
domingo, julho 3, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Aminoácidos garantem mais força para as batatas

Aminoácidos garantem mais força para as batatas

 

Nilva Teresinha Teixeira

Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora do Curso de Engenharia Agronômica do Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal (UNIPINHAL)

nilvatteixeira@yahoo.com.br

 

Aminoácidos fornece energia para a batata - Créditos Shutterstock
Aminoácidos fornece energia para a batata – Créditos Shutterstock

Os aminoácidos são as unidades estruturais das proteínas e peptídeos, compostos que exercem funções fundamentais para qualquer ser vivo, incluindo os vegetais. Entretanto, os aminoácidos desempenham outros importantes papéis: participam da síntese de coenzimas (substâncias importantes para a atuação enzimática), de nucleotídeos e ácidos nucleicos, ocorrendo duas espécies de aminoácidos: os proteicos e os não proteicos.

Sabe-se que os vegetais são capazes de sintetizar todos os aminoácidos empregando o nitrogênio mineral que absorvem do meio de cultivo, empregando, para tal, diversas enzimas e energia. Em momentos de estresse (como falta de água) e em determinadas fases do desenvolvimento das plantas, como germinação, florescimento, tuberização e frutificação, a exigência por energia é alta.

O nível de proteínas pode, então, ficar aquém do necessário, podendo tornar as plantas mais suscetíveis a agentes externos (como insetos-pragas e microrganismos fitopatogênicos), o que pode comprometer a produtividade da cultura. Então, o emprego de produtos contendo aminoácidos, via foliar ou radicular, pode auxiliar bastante nestes momentos.

Ainda, retardam o envelhecimento das folhas, prolongando o ciclo produtivo e reduzindo a fitotoxicidade de alguns herbicidas, fungicidas e herbicidas. Assim, a aplicação de aminoácidos, via solo ou foliar, proporciona economia energética.

A realidade

Veja o que ocorre para o aproveitamento do N mineral usualmente empregado na adubação. Mesmo que se adube com nitrogênio amoniacal (sulfato de amônio, por exemplo) ou amídico (ureia), a forma de N encontrado no solo em maior quantidade sempre é a nítrica, que as plantas absorvem.

Uma vez no interior de uma célula vegetal o nitrato se converterá em amônia e depois em aminoácidos (quando depende do processo de fotossíntese geradora de carboidratos que se transformarão em esqueletos carbônicos para a síntese dos aminoácidos) que formarão as proteínas e demais compostos orgânicos nitrogenados.

Para tal, o gasto de energia (na forma de trifosfato de adenosina ” ATP) é alto. Então, principalmente em momentos críticos, a opção de se empregar formulados com aminoácidos é uma opção a ser analisada.

 Os aminoácidos retardam o envelhecimento das folhas, prolongando o ciclo produtivo - Crédito Shutterstock
Os aminoácidos retardam o envelhecimento das folhas, prolongando o ciclo produtivo – Crédito Shutterstock

Aplicação

Os aminoácidos, aplicados via solo ou foliar, são absorvidos e rapidamente transportados para as demais partes das plantas e, então, empregados na formação de proteínas ou como matéria-prima, sem o gasto energético inicial, deixando uma provisão de energia para as demais demandas do vegetal.

Os aminoácidos aumentam a eficiência da absorção, transporte e assimilação dos nutrientes, devido ao seu poder quelatizante. Sendo assim, a associação de nutrientes minerais e aminoácidos é uma boa opção. A quelação de cátions com aminoácidos gera moléculas, que são neutras eletricamente, melhorando a absorção e redistribuição dos nutrientes.

Funções

Os aminoácidos, além do importante papel na formação de proteínas, apresentam outras funções específicas, conforme os exemplos seguintes. A valina influencia positivamente a germinação das sementes e a arginina age sobre o desenvolvimento radicular.

A glicina é matéria-prima da clorofila, o triptofano, precursor do hormônio de crescimento ácido indolacético (AIA) a metionina, precursora do etileno, responsável pela maturação dos frutos. A tirosina e a fenilalanina são as matérias-primas para produção de compostos fenólicos, que agem na resistência das plantas aos agentes causadores de doenças, e na síntese de lignina, que aumenta a resistência ao acamamento das plantas e ao ataque de pragas e doenças.

Melhor aproveitamento nutricional

A literatura cita que o uso de aminoácidos em conjunto com nutrientes, em um programa de adubação, pode beneficiar o aproveitamento de nutrientes e melhorar o nível de proteínas e de compostos precursores de hormônios nas plantas.

Quanto ao cultivo de batata, pode-se considerar que o uso dos formulados com aminoácidos, via fertirrigação ou foliar, não irá aumentar o custo de produção. A aplicação pode ser conjunta com outras operações, adicionado às caldas de defensivos (desde que haja compatibilidade).

Recomenda-se a aplicação no plantio .Em lavoura de batata por fertirrigação em ensaio de campo realizado em Espírito Santo do Pinhal (SP), observou-se que o uso de formulado comercial contendo aminoácidos e micronutrientes levaram a aumentos importantes de produção, entre 45 a 52%, dependendo da dose empregada.

Outra observação retirada do ensaio foi que o uso dos produtos com aminoácidos melhorara a produção tubérculos de melhor classificação para comercialização, diminuindo, assim, os refugos.

Aplicações ao longo do ciclo também podem ser consideradas: pode-se recomendar o uso aos 30, 50 e 60 dias de idade das plantas, com possibilidades de bons resultados. Outras observações mostram que o uso apenas aos 40 dias favorece a tuberização, melhorando a produtividade.

Então, no cultivo de batata, a inclusão dos aminoácidos em um programa nutricional pode proporcionar:

– Rápido desenvolvimento inicial da cultura;

– Melhor enraizamento;

– Tuberização favorecida (maior número de tubérculos e ganhos de peso);

– Benefícios à produção ” em qualidade e quantidade;

– Maior resistência ao estresse.

Essa matéria completa você encontra na edição de janeiro da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Clique aqui para adquirir já a sua.

 

Inicio Revistas Hortifrúti Aminoácidos garantem mais força para as batatas