23.3 C
São Paulo
quarta-feira, julho 6, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Aminoácidos garantem melhor produção sob estresse

Aminoácidos garantem melhor produção sob estresse

 

Rodrigo da Silveira Campos

Analista em Pós-colheita de Frutas e Hortaliças da Embrapa Agroindústria de Alimentos

rodrigo.silveira@embrapa.br

Aminoácidos garantem melhor produção em condições de estresse - Crédito Ivanir Maia
Aminoácidos garantem melhor produção em condições de estresse – Crédito Ivanir Maia

Existem várias linhas de pesquisa que procuram elucidar como os aminoácidos podem favorecer a absorção de nutrientes. Os resultados em laboratório ainda não formam um consenso sobre o assunto, aumentando a responsabilidade sobre os centros de pesquisa para tentar explicar os resultados que os produtores observam no campo.

Já é de conhecimento que as plantas conseguem absorver aminoácidos pelas folhas e raízes. Entretanto, o aumento da absorção de nutrientes, especificamente em sua forma mineral, é tema de grandes discussões.

Os aminoácidos são formados principalmente por carbono e nitrogênio. Alguns são conhecidos como sulfurados, a exemplo da metionina e da cisteína, pois, além dos elementos citados, possuem enxofre em sua composição.

Mitos e verdades

Muito se comenta que os aminoácidos fornecem energia às plantas. Mas como isso acontece? Em poucas palavras podemos explicar que, ao serem absorvidos tais elementos, as plantas irão utilizá-los nos processos metabólicos em que eles são fundamentais. São moléculas complexas; logo, demandam energia para a sua síntese.

Os aminoácidos, ao serem absorvidos, também podem ser fonte de carbono (C), nitrogênio (N) e enxofre (S) (nesse caso, os sulfurados) para as plantas. O carbono necessita de muita energia da fotossíntese para ser fixado na planta, nas mais diversas formas ” os aminoácidos são um exemplo disso.

Bastante energia também é requerida para um dos principais nutrientes utilizados pelas plantas: o nitrogênio. Independentemente de ser absorvido sob a forma de amônio ou nitrato, o ciclo de N da planta envolve a sua acumulação sob as formas de glutamina e ácido glutâmico, ou seja, dois aminoácidos.

Por fim, há o enxofre, elemento absorvido sob a forma de sulfato. Como nas demais situações, a planta gasta energia para absorvê-lo e incorporá-lo em moléculas orgânicas para que sejam translocados e metabolizados pelo vegetal. Nesse último caso, quais seriam essas moléculas? Os aminoácidos metionina e cisteína.

Foram citados apenas três exemplos da importância de aminoácidos para a contribuição de nutriente para a planta; mas há um universo de funções nas quais os aminoácidos são imprescindíveis. Com os cafeeiros, a realidade não é diferente: a utilização de aminoácidos ganha maior impacto em virtude da grande importância do enxofre e do nitrogênio em sua estratégia de fertilização, além da necessidade de uniformizar floradas e aumentar a sua resistência contra estresses do meio ambiente.

 Em tempos de temperaturas elevadas, os aminoácidos têm sido excelentes aliados - Crédito Cristiano Soares de Oliveira
Em tempos de temperaturas elevadas, os aminoácidos têm sido excelentes aliados – Crédito Cristiano Soares de Oliveira

Atuação dos aminoácidos

No início do desenvolvimento vegetativo, enquanto semente, os aminoácidos participam dos primeiros ciclos metabólicos necessários para a sua germinação, desde o surgimento dos primeiros folíolos até a manutenção do vigor vegetativo.

Os aminoácidos atuam por meio de sua participação como moléculas específicas ou como unidades estruturantes de proteínas e, por consequência, de enzimas. Estas, por sua vez, são proteínas especializadas em catalisar reações bioquímicas.

Diante disso, o potencial genético das espécies cultivadas apenas se expressa em virtude de segmentos de DNA, denominados nucleotídeos, serem traduzidos a um aminoácido específico. A genética da planta por meio de cada aminoácido traduzido será, então, “materializada“ em proteínas diversas, as quais, em virtude de cada ação, permitirão que o vegetal possa expressar todo o trabalho desenvolvido por melhoristas e geneticistas.

As plantas são capazes de sintetizar todos os aminoácidos que precisam para o seu perfeito metabolismo. Entre eles, a fenilalanina possui uma importante função: atuar como precursora da síntese de inúmeros compostos bioativos na planta, capazes de aumentar a sua resistência ao ataque de pragas e doenças ” tal resistência é chamada de sistêmica.

Os aminoácidos participam dos primeiros ciclos metabólicos da germinação da planta- Crédito Cristiano Soares de Oliveira
Os aminoácidos participam dos primeiros ciclos metabólicos da germinação da planta- Crédito Cristiano Soares de Oliveira

Transporte de minerais

Uma importante característica dos aminoácidos está relacionada ao transporte de minerais através da planta. Citamos novamente o caso do enxofre, que é transportado na forma de metionina ou cisteína, dois aminoácidos sulfurados.

O cobre, por sua vez, é transportado complexado com aminoácidos e proteínas. Do mesmo modo que os casos anteriores, o nitrogênio também é transportado sob a forma de compostos orgânicos, e, mais uma vez, os aminoácidos são alguns desses veículos.

Os aminoácidos ajudam a uniformizar floradas - Crédito Ana Maria Diniz
Os aminoácidos ajudam a uniformizar floradas – Crédito Ana Maria Diniz

Assim, o amônio absorvido pela planta ou convertido após a absorção de nitrato é assimilado à glutamina (ou glutamato). A bebida do café, inclusive, deve seu sabor e aroma característicos aos compostos fenólicos, os quais são derivados de aminoácidos aromáticos ” a cafeína é um exemplo.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de fevereiro da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira a sua para leitura integral!

 

Inicio Revistas Grãos Aminoácidos garantem melhor produção sob estresse