Amostragem de solo após a safrinha

0
22

Talis Melo ClaudinoEngenheiro agrônomo e mestrando em Agronomia/Energia na Agricultura – UNESP-FCA de Botucatut.claudino@unesp.br

Tarciso Melo ClaudinoTécnico agrícola e graduando em Engenharia Mecânica Empresarial – FURG-RS tarcisoclaudino@furg.br

Safrinha – Crédito: Jorge Verde

A amostragem do solo é uma das ferramentas mais simples, contudo fundamental para o sucesso da produtividade. Com ela se pode conhecer as características físicas, químicas e até biológicas do ambiente de produção agrícola.

A facilidade na coleta torna esta ferramenta muito simples, contudo, muitos agricultores brasileiros não a realizam. Certas vezes o produtor se apega ao custo para a realização da análise, entretanto, esta análise terá duas funções principais: economizar produzindo, ou investir e continuar produzindo com eficiência.

Após a colheita da safrinha, finaliza-se o ano agrícola dos produtores que realizam a sucessão de cultura, como milho ou algodão na safrinha enquanto foi cultivada soja no verão.

Este momento é o ideal para que sejam realizadas análises do solo, pois assim terá o conhecimento de tudo que o solo possui em sua composição química, aplicando, se necessário, corretivos de acidez (calcário dolomítico ou calcítico), neutralizadores de alumínio em profundidade (gesso agrícola) e até mesmo a fosfatagem de liberação gradativa (fosfato natural reativo).

Manejo

Para realizar a amostragem de solo após o cultivo da safrinha, deve-se primeiramente separar a área em glebas de, no máximo, 10 hectares. Esta informação é encontrada em livros e demais manuais.

Contudo, o agricultor deve seguir critérios que, além da informação citada anteriormente, levem em consideração áreas onde em cultivos anteriores a produtividade tem grande variação, ou seja, separar em glebas quais são as áreas com menor rendimento e as áreas de maior rendimento. Desta forma, cada gleba será tratada como um indivíduo, e assim as correções e aplicações poderão ser mais eficientes.

Como é composta uma amostra de solo?

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.