27.9 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasAprosoja/MS avalia qualidade

Aprosoja/MS avalia qualidade

Soja – Créditos: shurtterstock

Técnicos da Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul percorrem municípios produtores de soja para coleta e avaliação dos grãos colhidos nesta safra. O projeto de Classificação de Grãos coletará informações de 13 municípios do Estado, com a finalidade de identificar características dos grãos, que devem atender normas de segurança alimentar e influenciar positivamente na lucratividade da propriedade rural. O relatório técnico com resultados será divulgado em abril.

“Por meio desse processo de Classificação de Grãos os técnicos conseguem avaliar a padronização, o nível de impurezas, a umidade e outros critérios, baseados em metodologia do Ministério da Agricultura. O processo é de suma importância para validação da qualidade dos grãos produzidos em Mato Grosso do Sul, uma vez que suas características físicas influenciam diretamente na valorização da safra e na avaliação dos insumos utilizados, bem como no manejo empregado durante o desenvolvimento da planta e dos grãos”, explica o presidente da Aprosoja/MS, André Dobashi.

“O que mais levamos em consideração são os requisitos de qualidade do produto. Durante o processo os grãos são divididos em dois grupos: Grupo 1 – consumo in natura ou Grupo 2 – para outros fins. Entre os itens considerados à risca está o total de impurezas e matérias estranhas, total de grãos avariados (ardidos, queimados, mofados, fermentados, danificados, germinados, chochos e imaturos), esverdeados e partidos, quebrados e amassados. Esses são os requisitos analisados para que o produto esteja dentro do parâmetro de qualidade que seu produto é considerado”, explica o coordenador técnico da Aprosoja/MS, Dany Corrêa.

Neste ciclo os técnicos da Associação já percorreram nove municípios sul-mato-grossenses: Maracaju, Sidrolândia, Guia Lopes da Laguna, Bonito, Bodoquena, Miranda, Dourados, Vicentina e Juti. Amambai, Naviraí, São Gabriel do Oeste e Costa Rica, estão na rota técnica e devem ser atendidos ainda no mês de março. Rafael de Souza Martins e Mário Sérgio dos Santos de Oliveira, são os técnicos da Aprosoja/MS, responsáveis pela classificação de grãos, nas regiões Oeste e Sul, respectivamente.

ARTIGOS RELACIONADOS

Novos híbridos de milho da Bayer

De acordo com o mais recente levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento ...

Potencialidades dos fertilizantes organominerais

AutoresRegina Maria Quintão Lana Professora de Fertilidade e Nutrição de Plantas – Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Miguel Henrique Rosa Franco Doutor em Agronomia...

Abisolo 2017 deve repetir bom desempenho dos anos anteriores

As projeções da indústria de tecnologia em Nutrição Vegetal para 2017 são bastante otimistas. “Nossa expectativa é manter o nível de crescimento dos últimos...

A relevância do Azospirillum no sistema de produção agrícola

Viviane Costa Martins Bordignon Gerente de Produtos Inoculante " Grupo Vittia O Azospirillum é uma bactéria de vida livre, com capacidade de se associar às plantas...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!