18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti As novas variedades de tomate impulsionam o setor?

As novas variedades de tomate impulsionam o setor?

Autores

Rafael Ravaneli Chagas
Engenheiro agrônomo, mestre e doutorando em Genética e Melhoramento de Plantas – Universidade Federal de Lavras (UFLA)
rafael.chagas@ufv.br
Ariadne Morbeck Santos Oliveira
Engenheira agrônoma e doutora em Fitotecnia – UFLA
ariadne.oliveira@ufv.br
Ronaldo Machado Junior
Engenheiro agrônomo, mestre em Fitotecnia e doutorando em Genética e Melhoramento – Universidade Federal de Viçosa (UFV)
ronaldo.juniior@ufv.br
Fotos: Shutterstock

O tomate é uma das culturas hortícolas mais importantes do Brasil, sendo sua importância comercial inferior apenas a da batata. Os tomates são divididos, conforme a sua forma de consumo, em tomates para mesa, os quais são consumidos de forma in natura, ou tomates para processamento, utilizados para a produção de ketchup, purês e molhos.

Devido ao clima do País, o cultivo de tomate é disseminado por todo o território nacional, concentrando-se próximo aos maiores centros consumidores. Dessa forma, as regiões mais importantes no setor produtivo de tomate para mesa são os Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Bahia, enquanto que, para o tomate para processamento industrial, são os Estados de Goiás, São Paulo e Minas Gerais.

Devido à alta nos preços dos insumos e à oscilação do valor dos produtos, a área plantada no país sofreu uma leve retração no ano de 2019, porém, ainda assim houve um incremento de produtividade em torno de 9%.

Cultivares

Pensando em lançamentos de cultivares de tomate, alguns aspectos importantes devem ser levados em conta, de forma a produzir de acordo com o interesse do consumidor e com os anseios de produtividade do agricultor, sem, no entanto, elevar o seu custo de produção.

A produtividade continua sendo a característica mais importante na hora de cultivar novas variedades, considerando-se a adequação ao seu sistema de produção, seja ele a campo aberto ou casa de vegetação.

Outro fator de grande importância são os aspectos agronômicos. Aliado aos altos tetos produtivos, as variedades devem possuir um “pacote” de resistências a doenças, como as viroses do vira-cabeça (TSWV), geminivirus (ToSRV). As cultivares mais novas hoje no mercado já apresentam resistência ao begomovírus (Ty).

Outro aspecto importante é resistência às doenças de solo, como a Fusarium raça 3 e nematoides, os quais são um dos microrganismos que, atualmente, mais causa prejuízos à cultura.

Alerta

Além das resistências já citadas anteriormente, uma doença que volta a dar dor de cabeça aos produtores é a mancha de stemphylium (Stemphylium solani), a qual os materiais mais antigos já apresentavam resistência e devem ser levadas em consideração atualmente, no desenvolvimento de novas cultivares.

Outra característica importante que deve ser considerada é a qualidade e o calibre de frutos e a sua coloração vermelho uniforme, principalmente para os tomates do segmento de mesa, que agregam no preço na hora da venda.

Vale destacar que os frutos devem apresentar boa firmeza, característica importante para o transporte do campo de produção até a mesa do consumidor, assim como aumentar a vida de prateleira do material na hora da comercialização para o produtor final.

Mais qualidade

Como o tomate é uma cultura que depende da aceitação dos consumidores finais, é importante investir na qualidade nutricional dos frutos, aumentando a quantidade de nutrientes e melhorando o seu sabor, uma combinação essencial para produção de novas cultivares.

Assim, há uma tendência de incremento no aumento de variedades focadas no sabor e qualidade de frutos, porém, essa ainda é uma fatia pequena do mercado, mas que consegue agregar valor ao produto final. Com esse setor em crescimento, a tendência do melhoramento genético é lançar materiais pautados na melhoria de qualidade, aliado a todas às características de interesse do setor produtivo.

Aliado aos altos tetos produtivos, as variedades devem possuir um “pacote” de resistências a doenças

Inicio Revistas Hortifrúti As novas variedades de tomate impulsionam o setor?