18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Automação em hidroponia - A modernização do sistema

Automação em hidroponia – A modernização do sistema

 

Glaucio da Cruz Genuncio

Doutor em Agronomia – Nutrição Mineral de Plantas

glauciogenuncio@gmail.com

Everaldo Zonta

Doutor em Agronomia – Fertilidade dos Solos

Elisamara Caldeira do Nascimento

Doutoranda em Agronomia – CPGA-CS

 

Crédito Miriam Lins
Crédito Miriam Lins

A hidroponia vem se destacando por associar a técnica e tecnologia de monitoramento e controle ambiental com a expectativa de qualidade de produto. O monitoramento e controle estão em função de um microclima específico gerado no ambiente protegido, e tem como diferencial o sistema hidropônico oferecer controle nutricional mais específico e equilibrado.

Assim, ao separarmos em duas vertentes de monitoramento e controle conseguimos um melhor entendimento da importância da automação em hidroponia. Fica evidente que o levantamento de dados climáticos e nutricionais envolvidos na produção em cultivo protegido e hidropônico é de fundamental importância para a garantia de maiores produtividades e qualidade dos vegetais hidropônicos.

Monitoramento ao pé da letra

No monitoramento e controle das variáveis climáticas, podem-se destacar as temperaturas máximas, médias e mínimas, assim como umidade relativa, irradiância, fotoperíodo, concentração de CO2 e velocidade do vento no interior da casa de vegetação. Ressalta-se que estes dados são passíveis de serem monitorados e, na sua maioria, controlados.

Em contrapartida, ao analisarmos o histórico da hidroponia, constatamos que por muitos anos o entendimento da ciência que trata da nutrição mineral de plantas foi o principal fator limitante para o crescimento do setor. E seu processo evolutivo deu-se pelo surgimento de tecnologias específicas, tais como a formulação de soluções de acordo com curvas de absorção das plantas cultivadas, além da evolução da adubação, como o surgimento dos fertilizantes quelatados e formulações prontas.

Temos, neste contexto, uma importante ferramenta a ser desenvolvida e implantada, que é a automação do sistema hidropônico; a qual visa, em primeira instância, a redução de prejuízos na produção e produtividade, além da garantia da qualidade visual e organoléptica das hortaliças hidropônicas.

Sistema de automação hidropônica - Créditos Gláucio Genúncio
Sistema de automação hidropônica – Créditos Gláucio Genúncio

Redução de custos

O uso da automação tem por finalidade priorizar a redução dos custos operacionais, com consequente aumento da produtividade, melhorar o controle de variáveis importantes ao crescimento e desenvolvimento das plantas nestes ambientes e, principalmente, resolver um problema evidente no Brasil, que é a indisponibilidade de mão de obra para o trabalho em hidroponia.

Automação

A automação caracteriza-se pela verificação sistemática dos mecanismos responsáveis pelo funcionamento do sistema, tendo como objetivo efetuar medições e, posteriormente, corrigir inadequações do sistema, sendo que a aplicação de técnicas baseadas na automação tem por finalidade a diminuição do uso de mão de obra e dos erros intrínsecos à logística desse controle.

Assim, o controle automatizado das variáveis nutricionais (pH, EC, temperatura e O2) torna-se um procedimento cada vez mais importante para a hidroponia, uma vez que se trata do setor internamente ligado à produção hidropônica que mais necessita de mão de obra qualificada.

Sistema de automação hidropônica - Créditos Gláucio Genúncio
Sistema de automação hidropônica – Créditos Gláucio Genúncio

Parâmetros

Os parâmetros do monitoramento e controle automatizado para hidroponia são as faixas de pH de 6,0 ±0,2, assim como valores entre 6,5 a 10,0 mg L-1 (ppm) de O2 dissolvido são os recomendados para a solução nutritiva, os quais se correlacionam com temperaturas de solução entre 22 a 27ºC.

Atenção especial deve ser tomada em faixas acima de 10 ppm de O2 dissolvido, uma vez que também pode reduzir a estabilidade do quelato utilizado para micronutrientes.

O monitoramento da temperatura e da oxigenação da solução nutritiva é de fundamental importância para o metabolismo, crescimento e desenvolvimento das plantas cultivadas em hidroponia, pois esses parâmetros têm correlação direta, e o aumento da temperatura diminui a solubilidade de O2 na solução.

Sistema de automação hidropônica - Créditos Gláucio Genúncio
Sistema de automação hidropônica – Créditos Gláucio Genúncio

Essa matéria você encontra na edição de agosto da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira a sua.

Inicio Revistas Hortifrúti Automação em hidroponia - A modernização do sistema