22.8 C
Uberlândia
quarta-feira, julho 17, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiAutomação na produção hidropônica

Automação na produção hidropônica

O processo de hidroponia apresenta várias vantagens em relação às formas de cultivo tradicionais, como crescimento mais rápido; maior produtividade; aumento da proteção contra doenças, pragas e insetos nas plantas; economia de água de até 70% em comparação à agricultura tradicional; possibilidade de plantio fora de época e rápido retorno econômico; além de menores riscos perante as adversidades climáticas.

Na hidroponia, a planta não entra em contato com o solo e recebe os sais minerais que precisa em proporção equilibrada, dissolvidos em água. O resultado é uma planta mais forte e sadia, com qualidade nutricional e sabor equivalente, ou superior, aos vegetais produzidos nas práticas tradicionais de cultivo.

Mas o maior atrativo do sistema hidropônico é a isenção de resíduos agrotóxicos. Ao utilizar a hidroponia, o agricultor evita a degradação dos solos e a agressão ao ambiente, além de economizar, pois reduz o uso de produtos químicos e a preocupação com a desinfestação de áreas para o plantio.

Como ponto decisivo, o cultivo protegido exige informação e capacitação, tanto do produtor quanto de seus operadores.

Qualificação da mão de obra

A falta de mão de obra se manifesta de forma muito intensa em todos os setores da economia, e no campo não é diferente. Sem qualificação, inclusive, afeta diretamente o setor, mas são os profissionais mais qualificados que definitivamente sumiram do mercado e causam um impacto desastroso para os produtores e as empresas que atuam em mercados cada vez mais competitivos.

Segundo a experiência de Ricardo Antonio Rotta, diretor da H2Orta e presidente da Associação Brasileira de Hidroponia (ABH), é vital para um sistema produtivo o monitoramento e a manutenção adequada da temperatura, do pH e da Condutividade Elétrica (CE) da solução nutritiva que nutre as plantas em desenvolvimento. “Qualquer oscilação desses parâmetros pode comprometer toda a produção“, alerta.

No Brasil, a maioria dos sistemas hidropônicos não adota a automação de tal processo, e por esse motivo ainda há, como variável, o erro humano.

Solução

A automação é a solução para tecnificar a hidroponia e tornar o sistema ainda mais eficiente e confiável, minimizando a deficiência em relação à oferta de mão de obra qualificada.

Fases automatizadas

Existem vários processos além do monitoramento da solução nutritiva, como a abertura e o fechamento das cortinas e das telas de sombreamento, o controle de ventilação no interior da estufa e o controle dos níveis de CO2 dentro da estufa.

Como benefícios diretos, Ricardo Rotta aponta a minimização dos impactos dos erros humanos, a qualificação da produção e o custo de produção menor.

ARTIGOS RELACIONADOS

A ferrugem chegou, e agora?

Para diminuir os prejuízos com essa doença devemos insistir no monitoramento das lavouras. Mesmo para realizarmos aplicações preventivas de fungicida, precisamos avaliar as lavouras para ver se a aplicação é realmente preventiva ou se a ferrugem já está instalada na lavoura.

Água na medida certa para a produção de grãos

O sistema de gotejamento enterrado para grãos já é uma realidade. É o sistema que mais cresce na história com relação a todos os...

Manejar a matéria orgânica do solo é manejar a qualidade do sistema do solo

Para conhecer a capacidade produtiva do solo, é preciso fazer não somente a análise química, mas considerar também a análise física, como a densidade...

Novas oportunidades no cultivo de passifloráceas

José Rafael da Silva Engenheiro agrônomo, MSc. j.rafael.silva@hotmail.com O maracujazeiro (P. edulis f flavicarpa " maracujá amarelo ou azedo) é uma planta bastante cultivada em vários países,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!