Avanços tecnológicos ditam rumo da cafeicultura

0
160
Café – Fotos: Shutterstock
Presidente do Conselho, Silas Brasileiro concede entrevista à Embrapa Café com apresentação do cenário atual da cafeicultura brasileira e outras informações relevantes do setor O presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Silas Brasileiro,  em entrevista ao Observatório do Café, fala sobre o cenário atual do café no Brasil, os impactos da adoção de tecnologias pelo setor produtivo e sobre a importância do Funcafé.

O CNC é uma entidade privada que reúne produtores, cooperativas, associações de cafeicultores e federações de agricultura de Estados produtores. Com essa abrangência, a entidade representa um universo de aproximadamente 330 mil produtores, em sua maioria de pequeno porte.

Na entrevista, o presidente do CNC afirma que o Brasil, com o investimento feito em pesquisa e inovações tecnológicas, por meio de trabalhos conduzidos pelas instituições que integram o Consórcio Pesquisa Café, possui a mais competitiva e sustentável cafeicultura mundial. Para alcançar esse patamar o sistema produtivo tem se mostrado resiliente aos desafios apresentados, como o da pandemia da Covid-19.

A entrevista aborda ainda a atual relação produção, consumo e remuneração; que insumos impactam os custos de produção; sobre a bienalidade e como reduzir seus efeitos; tecnologias disponíveis e que devem chegar ao produtor de café; e sobre a importância do Funcafé. 

Leia esta DIVULGAÇÃO na íntegra, na página do Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café