27.7 C
São Paulo
terça-feira, maio 17, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Destaques Bactérias funcionais garantem crescimento do tomate

Bactérias funcionais garantem crescimento do tomate

Sintomas de fusarium em tomateiro – Crédito: Hélcio Costa

As cepas mais eficientes já estão sendo multiplicadas em laboratório para desenvolvimento de um produto biológico

Cientistas da Embrapa Meio Ambiente (SP) avaliaram o potencial de isolados de bactérias funcionais para promover o crescimento de tomateiros cultivados sob condições de estresse salino do solo.

De 154 estirpes de bacilos inicialmente estudadas, quatro foram selecionadas e apresentaram aumento na altura, pesos das raízes e da parte aérea, teor de clorofila e diâmetro do caule. Além disso, conseguiram reduzir em mais de 50% a severidade da murcha de fusarium em tomate.

Segundo o pesquisador Wagner Bettiol, a taxa de salinização dos solos tem se expandido globalmente, causando problemas de segurança alimentar em diversos países. Além disso, o estresse salino ocorre naturalmente em regiões áridas e semiáridas. A salinização dos solos afeta negativamente a fotossíntese, a absorção de nutrientes, a transpiração, a síntese de proteínas e as regulações hormonais, resultando em menor crescimento das plantas.

A pesquisa

Carlos Medeiros, que na época do estudo era mestrando da Unesp/Botucatu sob orientação de Bettiol, explica que a pesquisa foi dividida em três fases. Na primeira, foram realizados testes bioquímicos, que avaliaram a produção de hormônios vegetais, solubilização de fósforo, fixação de nitrogênio e produção de alguns compostos importantes para o desenvolvimento das plantas.

Esses ensaios foram conduzidos no Laboratório de Microbiologia Ambiental “Raquel Ghini”, da Embrapa Meio Ambiente, expondo 154 isolados de bacilos às condições de aumento no teor de sal. “Utilizamos seis testes bioquímicos para fazer essa primeira seleção. Diversos isolados de bacilos apresentaram respostas positivas, mas foram selecionados os que mostraram pelo menos quatro respostas positivas aos seis testes para as fases seguintes dos estudos”, informa Carlos.

Em seguida, esses quatro isolados selecionados em laboratório foram avaliados em plantas de tomate desenvolvidas em casa de vegetação. “Começamos a testar os isolados diretamente nas plantas desenvolvidas em condições com e sem estresse salino para avaliar diversas características relacionadas ao crescimento da planta”, explica.

Análise

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Destaques Bactérias funcionais garantem crescimento do tomate