Bambu: Ator da regeneração de espécies nativas

0
88

Autores

Diego Munhoz Gomesdiegomgomes77@gmail.com

Fabiana Prieto Castanhofabianacastanho26@gmail.com

Graduandos em Engenharia Florestal – UNESP/FCA

Roque de Carvalho DiasEngenheiro agrônomo, mestre em Proteção de Plantas e doutorando em Agronomia – UNESP/FCA roquediasagro@gmail.com

Plantação de bambu – Crédito: Gilberto Assunção

O bambu é uma cultura tropical, de produção anual e de rápido crescimento, possuindo uma grande variedade de espécies. A espécie tem se mostrado um ótimo sequestrador de carbono, além de possuir características físicas e mecânicas fantásticas, tornando-o viável para o desenvolvimento de variados produtos.

Embora não se pense no bambu como uma solução exclusiva para os problemas relacionados ao meio ambiente e/ou à diminuição acentuada dos recursos florestais, ele vem se mostrando promissor na recuperação de áreas degradas, pois gera um microclima favorável para as espécies secundárias e clímax se desenvolverem.

Este produto florestal também é capaz de movimentar o sistema financeiro dos agricultores, sendo estudado como um material alternativo e de baixo custo. A exploração da cultura do bambu e sua cadeia produtiva podem beneficiar o meio ambiente e gerar renda e emprego, contribuindo para fixar o homem ao campo.

Em termos de produção, pode servir a uma ampla gama de negócios, desde o pequeno artesanato local até grandes empreendimentos.

O bambu ajusta-se à ideia de sustentabilidade ambiental e de ecodesenvolvimento, como podemos perceber ao ler a afirmação de Farrely (1984): “Nunca haverá em nosso planeta suficientes flautas de prata para dar a todos, mas facilmente haverá bambu o suficiente para que cada um faça sua própria flauta e toque”.

Versatilidade

Pertencente à família das gramíneas e à classe das monocotiledôneas, dividindo-se em colmo (esse é dividido em intervalos por um diafragma saliente, formando os nós e os entrenós), rizoma e sistema radicular fasciculado, o bambu é responsável por apresentar um rápido desenvolvimento e fácil multiplicação, possui uma alta produtividade, formato tubular, baixo peso específico e alta resistência mecânica.

Também apresenta características satisfatórias como isolante térmico e acústico. Sua abrangência é grande, variando desde espécies de pequeno porte, com alguns centímetros de altura, até espécies gigantes que atingem 30 metros.

Vantagens em relação à madeira

Quando comparamos a madeira utilizada em construções, artesanato e outras finalidades, percebe-se que o bambu apresenta algumas vantagens, como: dentro de um mesmo bambuzal podem ser retirados vários colmos a cada ano, o bambu é um material leve, forte, consistente, elástico e maleável, apresenta fácil colheita, não possui operações de desdobro, devido ao baixo peso especifico e à sua constituição oca, é facilmente processado por ferramentas simples, além de poder ser facilmente trabalhado em marcenaria, trazendo um retorno financeiro acelerado, entre muitas outras vantagens.

Desvantagens

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.