28 C
Uberlândia
terça-feira, junho 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosBarter é o diferencial na hora de comercializar

Barter é o diferencial na hora de comercializar

 

Os produtores de café têm gostado da nova moeda de pagamento - CréditoShutterstock
Os produtores de café têm gostado da nova moeda de pagamento – CréditoShutterstock

A Agritech, sempre à frente de seu tempo, lançou na Agrishow o sistema de barter para venda de seus tratores e implementos. “Somos uma das duas empresas de tratores que opera nessa forma de venda, o que, para nós, é uma vantagem, pois o cliente poderá garantir o pagamento com sua produção. Basta ele comprometer uma parte da sua safra para pagar o trator e implementos, pois damos ao cliente a segurança em quantidade de sacas“, diz Nelson Okuda Watanabe, gerente de vendas da Agritech.

Ele explica que, para a definição de preço, a base é a cotação do grão no dia. “Logicamente existe uma antecipação de recursos financeiros, e a trade faz essa antecipação, deflacionando a saca de café. Essa cotação é diária, passada pela trade que é nossa parceira, e chega ao montante de sacas de café para pagamento na safra 2015 e 2016“, detalha.

Muitas empresas utilizam o barter como ferramenta incentivadora das vendas
Muitas empresas utilizam o barter como ferramenta incentivadora das vendas ” Crédito Luize Hess

Como funciona

A Agritech realiza o barter para pagamento em duas safras, sendo que entram no sistema de venda todos os equipamentos produzidos pela Agritech, como tratores e implementos. O valor da compra do cliente depende da sua capacidade de pagamento, em função da sua produção.

“Para a Agritech, a vantagem do Barter é a viabilização da venda. Começamos a operar nesse sistema porque o mercado já está acostumado a trabalhar como ele, porém, na compra e venda de insumos em geral, e com prazo menor. Nossa grande dificuldade era o prazo estendido, mas como o sistema acontece em parceria com a trade, foi viabilizado. A trade precisa do café e a gente precisa vender a máquina. Já o cliente, potencializará sua mecanização agrícola. Ou seja, todos ganham“, diz Nelson Okuda.

Agritech

Essa matéria você encontra na edição de maio da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira a sua!

ARTIGOS RELACIONADOS

Momesso leva inovação para a seleção eletrônica do café

A Momesso disponibiliza uma linha completa de selecionadoras eletrônicas fabricadas pela Cimbria, empresa dinamarquesa que ela representa no Brasil. “A Cimbria é uma das...

Agrobras – Mulching como destaque para o café

A Agrobras destacou o equipamento para aplicar mulching e os tubos de gotejo na lavoura de café, durante a feira, o que vem tendo alta demanda em novos plantios. “Trata-se de uma manta plástica que preserva a umidade da lavoura nova e elimina a competição das plantas daninhas. O resultado é um desenvolvimento mais rápido das mudas e, principalmente no período de seca, mantem-se a umidade adequada do solo para as plantas”, define Jean Paul Cousy, sócio administrador da Agrobras.

9º SEMINÁRIO DE AGREGAÇÃO DE VALOR EM HORTICULTURA

9º SEMINÁRIO DE AGREGAÇÃO DE VALOR EM HORTICULTURA A APTA Centro Leste e a CATI-EDR Ribeirão Preto convidam para o" 9º SEMINÁRIO DE AGREGAÇÃO DE...

Jacto vence Prêmio Gerdau com adubadora Uniport 5030 NPK

No Prêmio Gerdau Melhores da Terra, o equipamento vencedor foi a adubadora automotriz Uniport 5030 NPK, na categoria "Agricultura de Escala". A máquina tem...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!