23.5 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiBejo lança cenoura Tripoli

Bejo lança cenoura Tripoli

Fotos Ana Maria Diniz
Fotos Ana Maria Diniz

A Bejo Sementes levou, para esta edição da Hortitec, seu último lançamento – a cenoura tropical Tripoli. “É a primeira cenoura tropical da Bejo desenvolvida para as condições brasileiras. Até então tínhamos apenas a cenoura de inverno, principalmente do tipo Nantes, e agora lançamos mais essa novidade“, conta Larissa Zago, coordenadora de marketing da Bejo Sementes.

Paulo Christians, diretor geral da empresa, explica que o mercado de cenouras de verão, ou seja, do período chuvoso e quente, corresponde a cerca do dobro daquele de inverno, sendo que há muito menos opções para o produtor nesse período. “Por isso lançamos a Tripoli. Já prevemos o lançamento do segundo e também do terceiro material de cenoura, porque o programa é muito grande,com cenouras feitas no Brasil para o Brasil, ou seja, todo o desenvolvimento genético dela foi feito aqui, em terras brasileiras“, afirma.

Entre suas características estãoa maior precocidadedo mercado,mais produtividade em relação atodos os concorrentes diretos, ótima sanidade foliare um excelente acabamento em termos de qualidade (fechamento de ponta e pele muito lisa). Tripoli tem características de cenoura de inverno, normalmente mais padronizadado que a de verão, sendo um híbrido pronto para atender o produtor com qualidade.

Linha de alfaces

A equipe da Bejo Sementes orgulhosa do sucesso dos lançamentos
A equipe da Bejo Sementes orgulhosa do sucesso dos lançamentos

ABejoestá começando um programa de desenvolvimento de alface para o Brasil, e nesse ano já lançou quatro variedades comerciais, sendo duascrespas e duas mimosas. “Nossas variedades estão bem adaptadas para a hidroponia e em campo aberto tem um alto rendimento de folha para processamento (pré-lavadas) e cozinha industrial.Tem excelente performance em alta temperatura, resistindo ao pendoamento,e sabor adocicado.Para breve está previsto também o lançamento de alfaces americanas“, expõe Paulo Christians.

Fazendo um link das alfaces para algo igualmente novo, a Bejo apresentou as sementes peletizadas com quebra de dormência, que qualquer produtor profissional brasileirode alfaces está acostumado a usar, com o diferencial da opção sem tratamento químico. “Na Bejo, uma semente sem tratamento químico é muito mais do que uma semente à qual não se aplicou um fungicida ou inseticida, de última hora, antes da embalagem; ela terá sido submetida a processos físicos, aprovados na produção orgânica, garantindo-lhe a mesma qualidade aque todos estamos acostumados. Estamos fazendo isso porque para a Bejo o setor orgânico é muito importante“,detalha Paulo Christians.

Em breve a Bejo espera lançar também uma linha de cultivares orgânicas de alface.

 

 

Essa matéria completa você encontra na edição de agosto de 2018 da Revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

Ou assine

ARTIGOS RELACIONADOS

Quais os efeitos dos bioestimulantes em mudas de alface?

AutoresArnon Higor Leitão Graduando em Engenharia Agronômica - Centro Universitário Sudoeste Paulista (UNIFSP) arnonhigorleitao2@gmail.com Letícia Galhardo Jorge Bióloga e mestranda em Botânica - IBB/UNESP...

Pendoamento precoce da alface. E agora?

  Pablo Forlan Vargas Doutor e professor da UNESP " Campus de Registro pablo@registro.unesp.br Leonardo dos Santos Duarte Amanda Chiarion Zecchini Graduandos em Engenharia Agronômica Os fatores climáticos podem interferir de...

Campo & Negócios entra com tudo no Youtube!

Você que pediu e procurou por informações específicas sobre a realidade agrícola ...

Cultivo indoor e microverdes são destaque em evento de hidroponia

Exposições, palestras, momentos técnicos e encontros em geral estão previstos na programação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!