23.3 C
São Paulo
quarta-feira, junho 29, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Benefícios dos aminoácidos e algas para o cultivo de cebola

Benefícios dos aminoácidos e algas para o cultivo de cebola

 

Crédito Shutterstock

Lucas Anjos de Souza

Pesquisador e professor – Instituto Federal Goiano, Polo de Inovação em Bioenergia e Grãos, campus Rio Verde (GO)

lucasanjos22@yahoo.com.br

Higor Ferreira Silva

Victor Paulo Souza

Graduandos em Agronomia – Instituto Federal Goiano, campus Rio Verde

 

Produtos à base de aminoácidos e extratos vegetais de plantas agem na redução dos estresses causados durante o desenvolvimento da lavoura de cebola, assim fornecendo meios para um crescimento mais equilibrado. Esses nutrientes auxiliam no melhor desenvolvimento, fortalecendo a planta e contribuindo para a obtenção de um bulbo com peso adequado e casca de qualidade.

 

Quem são eles

O uso de aminoácidos com algas auxilia no crescimento vigoroso do estágio vegetativo até o processo de bulbificação – Crédito IAC

Os aminoácidos e algas são matérias-primas muito utilizadas na agricultura como produtos complementares aos fertilizantes clássicos, e geralmente são aplicados via foliar. Porém, o uso isolado de aminoácidos causa divergência entre alguns autores que relatam nenhum resultado positivo com sua aplicação isolada (Castro et al., 2009).

Algas marinhas, como Ascophyllumnodosum ou Lithothamniumcalcareum, são muito usadas como base para biofertilizantes, podendo ser produtos líquidos ou secos. Esses produtos possuem, em sua composição, elementos que são capazes de favorecer os organismos vegetais, complementando a nutrição das plantas e fornecendo aminoácidos que prontamente podem ser utilizados na síntese proteica e de substâncias moduladoras do crescimento, como as poliaminas, que também possuem papel na atenuação de alguns tipos de estresses ambientais, como déficit hídrico e altas temperaturas (Acadian, 2009; Castro, 2006).

 

Benefícios

 

A cebola (Allium cepa L.) é a terceira olerícola mais cultivada no Brasil, sendo muito importante para a agricultura familiar. O uso de produtos contendo algas e aminoácidos pode melhorar a sanidade e qualidade nutricional da cultura, garantindo uma melhor absorção de nutrientes, assim como favorece o estabelecimento inicial da cebola, que tem intenso crescimento radicular na fase vegetativa.

Portanto, os aminoácidos pré-disponibilizados podem acelerar o processo de crescimento da parte áerea e radicular (Campos, 2013).

 

Para a cebola

 

A produção de um produto de qualidade em qualquer cultura depende, de maneira geral, de um manejo e nutrição adequada, condições climáticas favoráveis e uma muda ou sementes de qualidade. Para as cebolas, a aplicação de aminoácidos com algas auxilia no crescimento vigoroso durante o estágio vegetativo até o processo de bulbificação (Campos, 2013).

 

Essa matéria completa você encontra na edição de novembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

Inicio Revistas Hortifrúti Benefícios dos aminoácidos e algas para o cultivo de cebola