19.6 C
Uberlândia
domingo, junho 16, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiBerçário sobreposto à bancada final de cultivo

Berçário sobreposto à bancada final de cultivo

 

Elisamara Caldeira do Nascimento

Talita de Santana Matos

Doutoras em Agronomia – UFRRJ

Glaucio da Cruz Genuncio

Doutor em Agronomia e professor adjunto – UFMT

glauciogenuncio@gmail.com

Crédito Floral Atlanta
Crédito Floral Atlanta

O uso da bancada sobreposta é algo que denominamos arquitetura de cultivo, e basicamente tem como premissa o aproveitamento de área. Assim, a sobreposição das fases (intermediária e final) tem por objetivo o aproveitamento de área na estufa e, consequentemente, o aumento de produção e produtividade.

Porém, o manejo destas fases visando à redução do autossombreamento é importante, uma vez que, ao se deixar passar o tempo de transplante, ambas as fases serão afetadas negativamente. Esta redução de qualidade se dá pelo estiolamento das plantas nas bancadas em sobreposição.

Como fazer

O cálculo básico é suprir a bancada do nível inferior com plantas crescidas no nível superior, sem que haja um comprometimento da radiação solar incidente no sistema. Um bom dimensionamento da bancada, ou seja, do projeto, resolverá este problema.

Atualmente, parte significativa das hidroponias projetadas em sistema NFT e implantadas em Portugal utilizam desta arquitetura de cultivo, sem o comprometimento da qualidade e produtividade das plantas. Por outro lado, no Brasil este sistema é pouco utilizado.

 

Crédito Floral Atlanta
Crédito Floral Atlanta

Vantagens do sistema

Entre as vantagens do sistema estão o maior aproveitamento de área produtiva, com maior produtividade. Assim, reduzem-se os custos de implantação de estufas. Em contrapartida, existe a necessidade de um melhor manejo das plantas.

Para a implantação, há que se projetar cavaletes apropriados, com suportes tanto para os perfis finais quanto para os intermediários (berçário).Assim, os cavaletes existentes no mercado deverão sofrer adaptações para que se possa implantar a arquitetura de cultivo, de forma que os perfis localizados acima não reduzam a radiação solar incidente nas plantas de crescimento final.

Além do mais, todo o sistema de drenagem e irrigação deve ser projetado conjuntamente para ambas as fases de cultivo.

Para ambos os perfis, recomenda-se uma declividade de pelo menos 6,0%. Por ser em arquitetura de cultivo, a lavagem dos perfis intermediários será um pouco mais difícil, porém, com o sistema de bico invertido e pressurização, esta situação será facilmente contornada.

Investimento

Na realidade, fora a construção do cavalete atendendo a arquitetura de cultivo, pouco muda para o sistema de bancadas individuais. Assim, este sistema tem como vantagens a ampliação do uso da área da estufa, favorecendo em pelo menos 25% o aumento da área útil a ser utilizada para a produção de hortaliças hidropônicas.

Quanto ao custo-benefício, é extremamente favorável devido à maior ampliação de área útil da estufa, economia e possibilidade de avaliação da produtividade em metro cúbico e não em metro quadrado, com maior rentabilidade ao produtor.

Essa matéria você encontra na edição de fevereiro 2018  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Fertilizantes organominerais estimulam proliferação de microrganismos

Diego Henriques Santos Engenheiro agrônomo da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo - Codasp (Centro de Negócios de Presidente Prudente) dihens@bol.com.br   A aplicação do fertilizante organomineral...

Hidroponia – Mais produtividade e qualidade do tomate

O tomate vem sendo a hortaliça mais consumida no mundo, e no Brasil esta realidade não é diferente. Sua aptidão tanto para consumo in natura como para o preparo de molhos e derivados faz com que haja um aumento constante na demanda.

Efeito dos bioestimulantes em mudas de alface

Fernando Simoni Bacilieri Engenheiro agrônomo e doutorando em Fitotecnia - ICIAG-UFU ferbacilieri@zipmail.com.br Roberta Camargos de Oliveira Engenheira agrônoma e doutora em Fitotecnia robertacamargoss@gmail.com Ernane Miranda Lemes Engenheiro agrônomo, fitopatologista e doutor...

Dia de campo sobre maracujá é realizado em Araguari

  A Britvic quer firmar parcerias com os produtores para o plantio de dois mil hectares de maracujá. O investimento gira em torno de R$...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!