19.6 C
Uberlândia
domingo, junho 23, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasBiológicos no manejo de fitonematóides podem gerar retorno econômico de até 8...

Biológicos no manejo de fitonematóides podem gerar retorno econômico de até 8 sc/ha de soja

Pesquisador da Fundação MT apresentou resultados de experimentos durante encontro técnico, em Cuiabá

Divulgação

O manejo biológico como uma solução altamente vantajosa para o controle de fitonematoides na cultura da soja já é de conhecimento do produtor. No entanto, a questão do retorno econômico ainda gera dúvidas e incertezas.

Segundo o Engenheiro Agrônomo e pesquisador em ciência de dados da Fundação MT, Paulo Souza, estudos apontam um retorno econômico em intervalo de 4 a 8 sacas por hectare. A estimativa foi calculada em cerca de 60% dos trabalhos realizados, com base em dados da Fundação Mato Grosso e compilação de dados de publicações científicas.

“Foram compilados dados do período de 2014 a 2024 de experimentos realizados na Fundação MT e elaborado uma metanálise com dados de artigos científicos, onde se usaram produtos biológicos e um tratamento controle. Os resultados foram apresentados em retorno em sacas por hectare, excluindo o investimento projetado para cada programa de manejo biológico”, explicou Paulo Souza.

Pontos de atenção

Ainda de acordo com o pesquisador, o manejo correto especificamente para cada área é a melhor ferramenta para o produtor incrementar o seu investimento. A escolha e aplicação de produtos biológicos devem ser feitas com base em pesquisa e acompanhamento técnico especializado para garantir a máxima eficiência e retorno econômico.

“A eficácia dos produtos biológicos pode variar de acordo com a espécie de nematoide, tipo de solo, condições climáticas e manejo da cultura. Antes de pensar em investimentos e retorno financeiro, o produtor precisa avaliar as necessidades da sua lavoura, qual o real problema da cultura. Se atentar se aquele produto utilizado é o correto para o nematóide específico’, pontuou.

Em caso de associação com outros produtos no momento da aplicação, o pesquisador orienta que também é preciso verificar a compatibilidade com o produto biológico. “O retorno só será positivo se o produtor avaliar toda a cadeia da sua produção”, destacou.

Encontro Técnico

Os resultados da pesquisa foram apresentados no XXVI Encontro Técnico de Soja realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, em Cuiabá-MT. O evento reuniu um público de mais de 600 pessoas, de 15 estados diferentes e do Distrito Federal, nas modalidades presencial e online. Durante o encontro, pesquisadores da Fundação MT e especialistas convidados apresentaram ricas informações e resultados sobre os desafios enfrentados na última safra que irão contribuir para o planejamento da próxima.

ARTIGOS RELACIONADOS

FMC leva Projeto FMC Soja no Congresso ANDAV

Entre 12 a 14 de agosto, a FMC irá participar da 9ª edição do Congresso ANDAV – O Evento da Distribuição de Insumos Agropecuários, em São Paulo. “É...

FMC lançou o programa Papo de Líderes

A FMC, uma das maiores empresas de proteção de cultivos do mundo, lançou o Programa Papo de Líderes, uma iniciativa que visa reunir grandes nomes do setor produtivo para debater sobre mercado, tendências e perspectivas dos mais diversos temas que envolvem o agro.

8 dicas para altas produtividades na safra de soja

Setembro é o mês que marca o início do plantio da soja no Brasil. Com o fim do período...

Para controlar alvos importantes na soja e milho, Corteva Agriscience lança herbicidas

Enquanto Gapper® é uma ferramenta eficaz para o controle de trapoeraba e outras plantas daninhas de folha larga em milho em pré-plantio, Elevore® traz facilidade ao produtor no manejo da buva em soja

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!