23.5 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiBom enraizamento proporciona melhor qualidade da pele da batata

Bom enraizamento proporciona melhor qualidade da pele da batata

Tiago Henrique Costa Silva

Mestrando em Proteção de Plantas ” IFG Urutaí-GO

tiago@agronomo.eng.br

Fotos Shutterstock

Os aspectos visuais são determinantes no momento da escolha do consumidor pelo alimento que está na prateleira. Na cultura da batata, por exemplo, algumas características da casca são consideradas um atrativo comercial, principalmente pele lisa e brilhosa.

Para atingir essa qualidade é necessário um sistema radicular bem desenvolvido, que vai promover melhor absorção de água e nutrientes pela planta. Desta forma, haverá condições para o melhor desenvolvimento dos tubérculos, sem interferência de agentes estressantes contra a superfície externa envoltória desse tubérculo.

 

Sistema radicular x qualidade na pele da batata

O sistema radicular bem desenvolvido traz para a cultura da batata grandes benefícios, como melhor desenvolvimento da parte aérea, planta mais forte a ataques de pragas e doenças e menos sensível a estresses hídricos, salinos e ambientais. Por este motivo, garante uma produção de tubérculos mais uniformes e com melhor perfeição na formação da pele, que por consequência atinge a exigência dos consumidores.

 

Como funciona

 

A batata é uma dicotiledônea da família Solanaceae pertencente ao gênero Solanum. Possui enraizamento pouco profundo em comparação às plantas perenes, tem características de raízes superficiais em torno de 40-50 cm, sendo incapazes de explorar os nutrientes e a umidade do solo em uma determinada profundidade, de acordo com o perfil do solo.

Quando o plantio é feito com batata-semente, as plantas desenvolvem raízes adventícias nos nós do caule subterrâneo, facilmente visíveis nas brotações dos tubérculos. Quando a semente verdadeira (semente-botânica) é semeada, ocorre emissão de uma raiz pivotantes com raízes laterais.

A nível comercial, o que se utiliza é a batata-semente, colhida em uma safra anterior, com menor diâmetro, a qual passa por processo de seleção para retirar as mais saudáveis. Em seguida, são mantidas armazenadas em câmera fria em torno de 4°C, quando ocorre a quebra de dormência, emitindo as brotações nas gemas da batata. Neste momentoiniciam-se os plantios da nova safra de batatas.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro de 2018 da Revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

 

Ou assine

ARTIGOS RELACIONADOS

Fosfito previne requeima e doenças bacterianas no tomateiro

  Adriana Rizzo Engenheira agrônoma, doutora em Produção Vegetal e proprietária da Cheiro do Verde dririzzo@hotmail.com   Na cultura do tomate é utilizado o fosfito de potássio para o...

Silício aumenta os nódulos na soja

Carla Verônica Corrêa Doutoranda em Ciências Agronômicas pela UNESP - Botucatu cvcorrea1509@gmail.com Luís Paulo Benetti Mantoan Doutorando em Ciências Biológicas pela UNESP " Botucatu   O silício é considerado um...

Técnicas de armazenamento da beterraba garantem melhor rentabilidade

Aline Mendes de Sousa Gouveia alinemendesgouveia@gmail.com Marcelo de Souza Silva Engenheiros agrônomos, mestres e doutorandos em Horticultura pela FCA/UNESP Campus de Botucatu/SP A beterraba embora não esteja...

Recipientes usados na produção de mudas de eucalipto

  Escolher o recipiente mais adequado é preponderante para a obtenção de mudas de qualidade. Leva-se em conta, dentre outros fatores, o custo de aquisição,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!