21.2 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiBoro via foliar no desenvolvimento do repolho

Boro via foliar no desenvolvimento do repolho

Autores

Antonio Santana Batista de Oliveira Filho Mestrando em Produção Vegetal – FCAV/UNESPa15santanafilho@gmail.com

Adriana Araujo Diniz Professora adjunta II – Universidade Estadual do Maranhão (UEMA/CESBA)adrisolos2016@gmail.com

Myrelly Nazaré Costa NoletoGraduanda em Engenharia Agronômica – UEMA/CESBA myrellynoleto11@gmail.com

Plantação de repolho – Créditos: Shutterstock

O boro (B) é considerado como um micronutriente que pode limitar a produção das brássicas, principalmente devido à baixa disponibilidade do elemento em determinados tipos de solos. Este elemento contribui na incorporação de cálcio na parede celular e diretamente no processo de expansão celular, tendo atuação também direta no crescimento e desenvolvimento dessas hortaliças (Alves et al., 2006).

A deficiência de boro induz sintomas visíveis na planta, como redução da expansão foliar, inibição da parte aérea e das raízes e até a morte das gemas terminais, encurtamento das folhas e frutos pequenos e folhas quebradiças, entre outros.

A aplicação de fertilizantes foliares (micronutrientes) tem aumentado em decorrência da sua eficiência e com o intuito de buscar produtividades cada vez maiores. Dentre suas vantagens está a utilização de dosagens menores do que as usadas via solo, distribuição fácil e uniforme e respostas mais rápidas das plantas (Calonego et al., 2010).

A eficiência das aplicações foliares tem dependência da solubilidade e da fonte de B utilizada e do íon acompanhante, em que fertilizantes com baixa solubilidade mantêm o suporte de nutriente nas plantas por mais tempo e evitam a toxicidade pós-aplicação (Macedo et al., 2016).

As brássicas

O repolho (Brassica oleracea) é uma herbácea cultivada principalmente na agricultura familiar brasileira. O clima mais adequado de cultivo é o temperado e úmido, podendo estas plantas serem classificadas como verdes ou roxas e terem textura lisa ou crespa.

Para que haja um aumento significativo na sua produtividade é necessário que haja controle dos fatores que limitam a sua produção. Dentre eles, está a disponibilidade nutricional, de forma a atender as exigências dessa cultura.           

O repolho é uma das culturas que mais esgota os solos, por ter uma exigência nutricional elevada e também um sistema radicular robusto que possui alta capacidade de extração de nutrientes, havendo assim a necessidade de adubações frequentes.

Durante o ciclo de cultivo, adubações foliar são eficazes para suprir as necessidades nutricionais da planta, exigidas ao longo do desenvolvimento, possibilitando a disponibilidade do elemento em deficiência de forma rápida. Desse modo, a aplicação de boro via foliar em repolho se demonstra eficaz no suprimento do nutriente.

Benefícios proporcionados pelo boro

A aplicação de boro foliar propicia uma rápida reposta da planta, o que confere o restabelecimento do equilíbrio nutricional sem que sejam acarretados danos à produtividade, ao contrário da aplicação via solo, que em condições de deficiência pode não mais reverter os danos causados à produção.

O suprimento de boro via foliar para o repolho confere qualidade ao produto, resultando em cabeças compactadas e grandes. A deficiência do elemento poderá resultar em cabeças frouxas, conferindo menor qualidade ao produto e, consequentemente, uma menor rentabilidade à produção. Portanto, a aplicação desse micronutriente na cultura pode proporcionar aumento significativo nas variáveis de crescimento, refletindo na produtividade final.

Como implantar a técnica

[rml_read_more]

Primeiramente, necessitam-se de avaliações cuidadosas, para definir se existe deficiência e a necessidade de aplicação, estabelecendo a dose e o produto a ser utilizado, sempre salientando a importância de planejamento, recomendado por um engenheiro agrônomo.

Durante a aplicação, deve-se utilizar pulverizadores de qualidade de forma a prevenir a formação de gotas na folha, contribuindo para a maximização da quantidade de gotículas que grudarão nas folhas de forma homogênea e assim serem absorvidas.

O maquinário de aplicação, independentemente da tecnologia utilizada, deve ser devidamente limpo e isento de impurezas que possam entupir ou dificultar a chegada das gotas até a folha, comprometendo assim a eficácia na aplicação do produto. Tomar cuidado com maquinário contaminado com resíduos de aplicações de outros produtos, o que poderá gerar resultados insatisfatórios na aplicação.

Aplicações muito grosseiras, que causam gotejamento, consequentemente desperdício e diminuição dos resultados esperados, devem ser evitadas. Misturar bem o produto na água e aplicar o mais vaporizado possível também contribui para uma melhor absorção.

A aplicação deve ser feita quando as folhas da planta estiverem túrgidas, levando em consideração condições ambientais de clima, como temperatura e umidade.

Produtividade

A adubação foliar de boro é um propulsor da produção, sendo o elemento essencial para o desenvolvimento vegetal, mesmo que exigido em pequenas quantidades.

A adubação foliar com boro no repolho pode garantir diversos benefícios, como os já citados anteriormente, consequentemente garantindo maior produtividade, já que as plantas terão cabeças bem desenvolvidas e de aparência favorável ao consumidor, garantindo um maior benefício.

Silva et al. (2014), ao avaliarem a aplicação de ácido bórico em repolho, constataram que na dose de 6,8 kg ha-1 houve um acréscimo de aproximadamente 40% de produtividade da cultura.

Silva et al. (2012), ao avaliarem a produtividade e desenvolvimento de cultivares de repolho em função de doses de boro, perceberam que a cultivar, aos 60 dias, apresentou maiores valores nos componentes de produção e, consequentemente, maior produtividade.

A aplicação de boro influenciou o número de folhas da cabeça do repolho e as doses de boro interferiram na produtividade do repolho.

O repolho responde significativamente à adubação foliar de boro, obtendo melhor produtividade (Pizzeta et al., 2005), e a adubação com o micronutriente é fundamental para a formação e fechamento da cabeça (Basilio; Benett, 2014).

Erros mais frequentes

Os erros mais frequentes que podem afetar a eficiência da adubação foliar são: a escolha errada do fertilizante a ser aplicado, quantidade indevida do fertilizante, aplicação no momento e hora errada, ou seja, não se preocupar com as diferentes fases da cultura, que possuem necessidades diferentes, por isso, não obtêm a melhor resposta em eficiência a esse tipo na adubação. E, ainda, aplicar em momentos com condições climáticas inadequadas e utilizar equipamento contaminado com outros produtos.

Outros erros frequentes são: dissolver adubos comuns e aplicá-los via foliar, não solicitar ajuda de um profissional da área, achar que os fertilizantes possuem composição química igual e não ler o rótulo dos fertilizantes.

Os erros podem ser evitados adotando as seguintes medidas:

– Análise foliar e diagnóstico preciso da necessidade de aplicação;

– Aplicar em condições climáticas adequadas;

– Utilizar equipamento de aplicação limpo e inseto de contaminantes;

– Ter auxílio de um profissional para recomendação.

ARTIGOS RELACIONADOS

Influência da nutrição mineral na qualidade da bebida do café

Autores Guilherme A. Souza Engenheiro agrônomo, PhD. e consultor de Desenvolvimento de Mercado Sul e Sudoeste/MG – Compass Minerals Lucas Ávila Engenheiro agrônomo, PhD....

Brandt do Brasil auxilia produtores do Espírito Santo a elevar produtividade com consorciação de café e mamão

O que há em comum entre o café conillon e o mamão no Espírito Santo? “A consorciação da bebida com a fruta tem proporcionado...

Tecnologia ajuda agroindústrias no controle de estoque e aumento da produtividade

O controle de estoque é básico em todas as fases do sistema de desenvolvimento de um empreendimento, seja qual for o seu tamanho. Planejar e administrar garante organização e, acima de tudo, evita o desperdício, aumentando a produtividade.

Frutas e hortaliças gourmets – Valor agregado garantido

Novos sabores, cores, formatos, aromas, texturas e melhor qualidade. Estas palavras são capazes de representar o significado de um novo e lucrativo nicho de mercado - as hortaliças gourmets. Esse segmento engloba produtos que se diferenciam pelo visual e sabor extremamente atraentes e pela máxima qualidade, com vistas a serem utilizados na alta gastronomia e por consumidores que prezam pelos benefícios de uma alimentação saudável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!