28.8 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasCadeia produtiva da maçã se reúne em Bento Gonçalves-RS

Cadeia produtiva da maçã se reúne em Bento Gonçalves-RS

Divulgação

A maçã brasileira foi tema central do III Encontro do Grupo Técnico Eloos Maçã, criado pela companhia Sipcam Nichino. O evento reuniu nos dias 20 e 21 deste mês, na cidade de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, um reconhecido grupo de especialistas, com objetivo de buscar soluções frente a desafios econômicos e fitossanitários da pomicultura.

“Conectamos segmentos da cadeia produtiva para avançar no desenvolvimento da produção de maçãs no país”, ressalta Leandro Alves Martins, engenheiro agrônomo, diretor e marketing e planejamento estratégico da Sipcam Nichino Brasil.

Na ocasião, estiveram em pauta o cenário atual e desafios pertinentes à produção de maçã nas próximas safras, sobretudo após a ocorrência de chuvas intensas e frequentes nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, os principais polos nacionais da fruta.

Entre os temas destacados, a doença sarna-da-macieira foi objeto de trabalhos divulgados pelos especialistas Felipe Ferreira Pinto, da Epagri de São Joaquim SC – Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina – e José Boneti, da Fito, pesquisador e consultor em pomicultura. Já os consultores Fernando Figueiredo e João Zuanazzi abordaram desafios da pomicultura com base na ‘visão de campo’ de cada um deles, nos resultados da última safra e em relatos específicos de setores da cadeia produtiva.

Também pesquisador da Epagri de São Joaquim SC, o especialista Cristiano Arioli tratou do manejo e desafios no controle de pragas da cultura em geral, segundo informa José de Freitas, engenheiro agrônomo da área de desenvolvimento de mercado da Sipcam Nichino.

Divulgação

“Convidados debateram tendências e expectativas para a pomicultura na safra 2024-25, além de temas atuais como a exportação segura e sustentável da maçã”, complementa Eric Ono, gerente técnico de pesquisa da Sipcam Nichino. Segundo ele, durante dois dias o “Eloos Maçã” trouxe à luz vários estudos relevantes centrados em danos potenciais das doenças sarna-da-macieira, mancha-da-gala, podridão-amarga e cancro-europeu, e das pragas grafolita, mosca-das-frutas, pulgão e cochonilhas.

Portfólio robusto

Conforme Eric Ono, ao longo da reunião a área técnica da Sipcam Nichino apresentou o portfólio da companhia para pomicultura em comercialização no Brasil, além do ‘pipeline’ de tecnologias para a cultura. “Enxergamos a fruta como estratégica ao negócio da Sipcam Nichino. Seguimos investindo em pesquisa e desenvolvimento com vistas à produção sustentável da macieira.”

Eric Ono salienta ainda que a companhia se posiciona entre as líderes na entrega de tecnologias ao produtor de maçã, entre estas os fungicidas Dodex® 450 SC, Echo® 720 SC, Metiltiofan®, o inseticida Trebon® 100 SC “e uma plataforma de bioestimulantes de última geração, para nutrição e vigor de plantas mais produtivas e de melhor qualidade”.

ARTIGOS RELACIONADOS

Cigarrinha-do-milho, bioestimulação mobilizam equipe da Sipcam Nichino

Companhia apresenta no local o novo inseticida Fiera®, que traz a mercado um novo olhar no controle da principal praga do milho brasileiro nos dias de hoje

Cultivo sob telas antigranizo das maçãs

Autores Fernando José Hawerroth Pesquisador em Manejo e Fisiologia de Frutíferas - Estação Experimental de Fruticultura de Clima Temperado, Embrapa Uva e Vinho fernando.hawerroth@embrapa.br...

Novo bioestimulante chega ao mercado brasileiro

Tecnologia à base de aminoácidos transfere mais vigor às plantas e reforça resistência frente às adversidades do ambiente, segundo informa a empresa.

Quais as condições para um cultivo de maçã com sucesso?

Além das condições de outono/inverno, as condições climáticas no período ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!