13.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 29, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesCafé é a 2ª bebida mais consumida no Brasil

Café é a 2ª bebida mais consumida no Brasil

O preço da 2ª bebida mais popular entre os brasileiros atinge o maior patamar dos últimos 25 anos

Café – Créditos: shurtterstock

O café é a 2ª bebida mais consumida no Brasil, só ficando atrás da água. Na média, os brasileiros bebem de 3 a 4 xícaras de café por dia, o que equivale a aproximadamente 5,8kg ao ano.

É o que revela um estudo realizado pela plataforma CupomValido.com.br com dados da Organização Internacional do Café (OIC) e Dieese.

De um total de 193 países, o Brasil está entre os top 15 países que mais consome café no mundo, na atual posição 14ª.

No topo do ranking, está a Finlândia, com um consumo de mais que o dobro dos brasileiros, aproximadamente 12kg per capita ao ano. Uma das explicações do alto consumo é o clima do país. Localizado no norte do planeta, a Finlândia possui temperaturas de extremo frio no inverno. Para aquecer a temperatura corporal, os finlandeses costumam tomar de 5 a 8 xícaras de café durante todo o dia (inclusive à noite nos jantares).

A paixão dos brasileiros

O tipo de café preferido dos brasileiros é o café expresso (opção pura do café e sabor mais forte). Em segundo lugar está o pingado ou café com leite (mistura de 80% de leite com 20% de café).

O capuccino fica na terceira posição, e é uma mistura de café, leite, chocolate, noz moscada e canela. O macchiato (50% expresso e 50% creme de leite) e o café latte (versão encorpada do cappucino), estão na quarta e quinta posição, respectivamente.

Com relação à produção de café, o Brasil está no topo no ranking mundial, e o mais incrível é que o país detém este título por mais de 150 anos. Aproximadamente 40% de toda produção mundial, vem do Brasil. Os principais estados produtores são Minais Gerais, São Paulo e Paraná.

Maior preço dos últimos 25 anos

Apesar do Brasil ser o maior produtor mundial de café, a bebida teve um dos maiores aumentos dos últimos 25 anos no Brasil. Nos últimos 12 meses a bebida teve um aumento de mais de 40%.

No caso de Florianópolis, a capital com a cesta básica mais cara do país, o aumento foi de impressionantes 60%.

Um dos motivos do aumento relevante nos preços, está relacionado ao dólar. A saca do café é cotada na Bolsa de Nova York, e é utilizado o dólar como moeda base. Como nos últimos tempos o dólar teve um aumento relevante frente ao real, a consequência é que o preço do café também sofreu um aumento significativo.

FonteOrganização Internacional do Café, CupomValido.com.brDieese

ARTIGOS RELACIONADOS

Tratamento de sementes é ferramenta contra nematoides

Andressa Cristina Zamboni Machado Pesquisadora da área de Nematologia do Instituto Agronômico do Paraná, IAPAR andressa_machado@iapar.br   Nos últimos anos, os fitonematoides tornaram-se motivo de grande...

Conab projeta redução da produção de café

O 1º Levantamento da Safra 2021 de café, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima uma produção total, somados conilon e arábica, entre 43,8 milhões e 49,5 milhões de sacas, indicando uma redução entre 30,5% e 21,4%, em comparação ao resultado apresentado na safra passada.

Importância do manejo nutricional do cafeeiro

  Juliano Gullo de Salvo Engenheiro agrônomo,M.Sc e gerente técnico da Green Has do Brasil Marcílio Lusvarghi Engenheiro agrônomo e RTV da Green Has do Brasil   O cafeeiro tem...

Importância e utilização do Glyphosate no café

Giovani BeluttiVoltolini giovanibelutti77@hotmail.com Pedro Menicucci Netto pedromenicucci2010@hotmail.com Graduandos em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras " UFLA e membros do Grupo de estudos em Herbicidas, Plantas daninhas e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!