Cana: Fertilização fluida garante amplos benefícios

0
209

Autores

Maria Idaline Pessoa Cavalcanti Engenheira agrônoma e Doutoranda em Ciência do Solo – Universidade Federal da Paraíba (UFPB)idalinepessoa@hotmail.com

José Celson Braga Fernandes Engenheiro agrônomo, doutorando em Biocombustíveis UFU/UFVJM e Fundador da Agro+celsonbraga@yahoo.com.br

Agricultura – Crédito: Luize Hess

Uma tecnologia que vem ganhando cada vez mais adeptos é a aplicação de nitrogênio, fósforo e potássio em forma fluida via sulco de plantio, pelos resultados favoráveis aos agricultores, tanto em rendimento operacional quanto em aumento de produtividade, com uma nutrição mais eficiente, uniforme e sustentável.

A eficiência se dá por conta das fontes nutricionais que são aplicadas no sulco do plantio, substituindo total, parcial ou complementando a adubação convencional de acordo com os teores de nutrientes no solo.

 Além do aumento de produtividade, a praticidade da operação é maior em relação ao manejo tradicional. A fertilização fluida permite um maior rendimento no plantio, tendo em vista que há menos paradas para reabastecimento de fertilizantes na plantadeira.

A combinação de fertilizantes fluidos especiais para o tratamento nutricional da cana-de-açúcar tem sido apontada por pesquisadores como boa opção para quem busca agregar valor à produção. Isso devido à facilidade de aplicação que a fertilização fluida oferece de acordo com as condições edafoclimáticas, conjuntamente com a adubação convencional, de solubilizar o fósforo do solo, aumentando a CTC e promovendo um sinergismo entre os macros e micronutrientes do solo, disponibilizando-os paulatinamente para a cultura da cana.

Como implantar a técnica

Os fertilizantes fluidos apresentam-se nas formas de soluções líquidas, isentas de sólidos e suspensões que apresentam uma fase sólida dispersa em um meio líquido. Podem ser homogêneas e heterogêneas.

No seu preparo é necessária a utilização de agentes de suspensão que aumentam a viscosidade e evitam a formação de precipitados na mistura. Os fertilizantes fluidos podem ser aplicados de diversas maneiras na cana: diretamente no solo, superficial ou em profundidade, misturado ou não com herbicidas, mediante a compatibilidade, pulverização nas folhas e via fertirrigação.

 O volume de adubo armazenado, transportado e aplicado é bastante reduzido, evitando o consumo excessivo de combustíveis, proporcionando menor compactação de solo e melhor aproveitamento da mão de obra.

Calcula-se que o ganho de eficiência na operação de plantio pode chegar a 25%, de acordo com a capacidade de armazenamentos dos tanques de fertilizantes fluidos. O manejo consiste na interação da adubação convencional com a tecnologia de fertilizantes fluidos, que trazem nutrientes essenciais em suas combinações, como ácidos húmicos e fúlvicos, fósforo, potássio, extrato de algas, aminoácidos e aditivos de alta performance.

Erros

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.