Cebolas: Qual o formato preferido pelos consumidores?

0
237

Autores

Carlos Henrique Gonçalves Santana Graduando em Agronomia – Faculdade de Ensino Superior e Formação Integral (FAEF, Garça – SP)chgs15.ch@gmail.com

Marcelo de Souza Silva Engenheiro agrônomo, doutor em Horticultura – FCA/UNESP e professor – FAEF – Garça (SP) –mrcsouza18@gmail.com

Cebola – Fotos: Shutterstock

No País são cultivadas em torno de 50 variedades de cebola, sendo elas de coloração amarela, roxa, branca, pérola e chalotas. As cultivares disponíveis no Brasil visam atender as exigências do consumidor brasileiro, que prefere bulbos de tamanho médio (50 – 90 mm de diâmetro), de formato globular, com catáfilos (escamas) externos de cor amarela e internos de cor branca e sabor pungente.

Nas áreas de produção deve-se buscar também pela diversificação de tipos varietais (tipos mais e menos pungentes), produtos diferenciados (produção em sistemas orgânicos e agroecológicos), disposição dos produtos classificados e com melhor conservação pós-colheita.

De maneira geral, os consumidores brasileiros preferem cebolas com bulbos globulares, com casca de coloração avermelhada semelhante à cor do pinhão. Visando atender estas exigências, deve-se optar por cultivares de polinização aberta ou híbridas que proporcionem uma colheita uniforme, exatamente dentro da época programada.

Adicionalmente, estas cultivares ou híbridos devem exibir padrão comercial similar ao do produto importado, especialmente quanto à uniformidade no tamanho do bulbo, cor, retenção de escamas e sabor.

Tecnologias

É possível notar uma busca acelerada por tecnologias para produção de cultivares de cebola menos pungentes (tipos doces ou suaves), mais adequadas para consumo fresco em saladas e tipos mais apropriados à industrialização (flocos e pó).

Diante destas exigências, as instituições de pesquisa públicas e privadas vêm ajustando suas atividades para atender às demandas dos produtores e dos consumidores, procurando desenvolver cultivares com as características que atendam às tendências atuais do mercado.

Recomendações

Para plantio, deve-se buscar por materiais de elevado potencial produtivo e que ao mesmo tempo sejam resistentes a pragas e doenças e que possuam ainda formato, coloração de bulbo e qualidade de casca desejáveis, visando atender as necessidades dos produtores e do mercado consumidor.

Embora os novos híbridos possam ser cultivados o ano inteiro, em virtude das exigências da cultura quanto ao fotoperíodo e temperatura, algumas cultivares regionais ainda são diferenciadas.

Além da busca por materiais mais adaptados às diferentes condições de cultivo encontradas no Brasil, o aprimoramento de técnicas no cultivo de cebola tem encontrado aqui um vasto campo de aplicação, graças aos novos materiais genéticos disponibilizados para plantio e aos avanços da combinação de práticas mais modernas no sistema de plantio, como a semeadura direta, além do uso mais racional dos insumos, resultando na redução de custos de produção.

Manejo do plantio à colheita

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.