CESB registra recorde de inscrições

0
231

Ano a ano, o Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, idealizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), firma seu compromisso de incentivar sojicultores a aumentar a produtividade, por meio da utilização das melhores técnicas de cultivo. Com esse trabalho consistente e frutífero, o CESB vê esse importante evento crescer, registrando um marco histórico de inscrições nesta 13ª edição, com a participação de 6 mil sojicultores, cerca de 15% a mais em relação à edição anterior.

De acordo com Luiz Antonio da Silva, diretor executivo do CESB, esse aumento se dá pela forte visibilidade que o Desafio tem em várias cidades brasileiras. “As 6 mil inscrições mostram que estamos no caminho certo, ao incentivarmos as boas práticas produtivas e estimularmos a excelência do cultivo de soja no Brasil”, afirma. “Cada região tem suas particularidades e o CESB tem um time completo para orientar os sojicultores de todas elas”.

Veranice Borges, coordenadora técnica do CESB, acrescenta que esse cenário sinaliza o aumento da credibilidade do Comitê. “O maior número de participantes em todas as regiões do país evidencia a confiança do produtor no seu sistema de produção, de acordo com os nossos indicadores de qualidade. Reforça que o trabalho realizado pelo CESB é bem difundido e tem incentivado sojicultores nos diversos cenários produtivos”, diz.

Outro fator importante para esse recorde é o incremento da área plantada no país. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), está previsto um aumento de 3,3% de área plantada no Centro-Oeste, região que mais contribui para a produção nacional. Já as regiões Norte e Nordeste tiveram aumento de 4,9% de área plantada.

O crescimento da área plantada, projetado pela Conab, e do número de inscritos no Desafio de Máxima Produtividade de Soja, organizado pelo CESB, refletem o otimismo do sojicultor quanto à valorização da soja brasileira.

Em relação à produtividade nacional, a expectativa é de que haja aumento de 3,5% em relação à safra anterior, segundo a Conab, ainda que a região Centro-Oeste enfrente problemas com o clima. O relatório da Companhia, divulgado em fevereiro de 2021, indica que foram produzidas cerca de 58,3 sacas por hectare. Porém, participantes ganhadores do Desafio CESB têm produzido até mais de 100 sacas por hectare nas áreas destinadas ao CESB e mantendo médias produtivas elevadas, acima da média nacional, em toda sua propriedade.

Comparativo – Em comparação com a edição anterior, o Desafio teve aumento de inscrições de todas as regiões: Sul (+17,8%), Norte (+8,3%), Nordeste (+6,2%), Centro Oeste (+6,2%) e Sudeste (+20,3%).

Norte, Nordeste e Centro-Oeste, regiões nas quais o CESB tem intensificado suas atividades a fim de promover um maior engajamento e participação dos sojicultores, registraram, juntas, um incremento de mais de 20% no número de inscritos. Já as regiões Sul e Sudeste permanecem na liderança em relação ao número de participantes.

De acordo com Leonardo Sologuren, presidente do CESB, o Desafio se firmou como uma real oportunidade para o agronegócio brasileiro utilizar ainda mais práticas sustentáveis de excelência no cultivo de soja, além de incentivar o compartilhamento de informações entre os agentes de todo o sistema produtivo.

“Essa empreitada ajuda os produtores a encontrarem maneiras de obter crescimento da produção de forma vertical, ou seja, visando o aumento da produtividade, de forma sólida, sustentável e rentável”, pontua.

A previsão é que o CESB divulgue os sojicultores vencedores em junho de 2021.

O CESB é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), que tem por objetivo alavancar a produtividade da soja no Brasil. O comitê é composto por 22 membros e 30 entidades patrocinadoras: Basf, Bayer, Syngenta, UPL, FMC, Jacto, Mosaic, Superbac, Corteva, Instituto Phytus, Eurochem, Compass Minerals, ATTO Adriana Sementes, Stoller, Timac Agro, Brasmax, Stara, Datafarm, Viter, Somar Serviços Agro, Ubyfol, Fortgreen, KWS, Yara, Sumitomo Chemical, Adama, Agrivalle, HO Genética, FT sementes e IBRA.

Além do tradicional Desafio Nacional de Máxima Produtividade da Soja, o CESB realiza uma série de outras ações que visam o incremento da produtividade média da sojicultura nacional de maneira sustentável e rentável para seus participantes e sociedade. Uma destas iniciativas é o Máster em Tecnologia Agrícola (MTA Soja), primeiro curso de pós-graduação em soja. Organizado pelo CESB, em parceria com a Elevagro e a Unifeob, o curso terá conteúdo abrangente, contemplando boas práticas e altas produtividades. A previsão é que as matrículas estejam abertas já no segundo semestre deste ano. Mais informações pelo telefone: (15) 3418.2021 ou pelo site www.cesbrasil.org.br