20.6 C
Uberlândia
sábado, junho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasLeilão na citricultura

Leilão na citricultura

Citricultores ganham bônus de cinco mil caixas para participar de leilão

A reunião extraordinária solicitada pela Câmara Setorial da Citricultura, no Ministério e Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), junto ao governo, que aconteceu na manhã do dia 22, trouxe uma esperança para os citricultores nesta reta final da colheita da laranja, ao aumentar o escoamento da fruta de 15 mil para 20 mil caixas, por produtor, como limite para participação do leilão Pepro.

Isso significa que aqueles que deixaram de receber o subsídio do governo, por atingir a cota inicial, poderão retornar com mais cinco mil caixas e receber o prêmio de R$1,45 já no próximo leilão, agendado para o dia 30 de outubro.

Laranja 24 - Crédito Miriam Lins
Crédito Miriam Lins

Estima-se que, somente no estado de São Paulo cinco milhões de caixas sejam negociadas, além do Rio Grande do Sul (100 mil), Paraná (200 mil) e Minas Gerais (100 mil), o que subsidiaria mais de R$ 6 milhões, dos R$ 13 milhões disponíveis. “Isso permitirá que seja realizado um último leilão, previsto para o final de novembro“, prevê Marco Antônio dos Santos, presidente da Câmara Setorial da Citricultura.

Packing Houses

Paking House - Crédito Citrus Killer
Paking House – Crédito Citrus Killer

Outro assunto discutido durante a reunião, foi a extensão do benefício para os produtores para Packing Houses  ” estabelecimento onde a fruta é recebida e processada antes da distribuição para o mercado interno -, porém não existiu consenso entre as partes por questões logísticas.

“Definimos que a partir da próxima safra, prevista para o final do segundo semestre de 2015, colocaremos na pauta este assunto, possibilitando que participem do prêmio a partir do primeiro leilão“, explica Santos.

Hoje, o benefício é válido apenas para os produtores que fornecem laranja diretamente para as indústrias, deixando os fornecedores para packing houses de fora. “Muitos produtores atuam exclusivamente para este segmento, e estimamos que movimentem cerca de 90 milhões de caixas por safra“, pontua o sindicalista.

ARTIGOS RELACIONADOS

O novo jeito de produzir do agricultor

 Passamos da condição de importador de alimentos para grande provedor mundial, um dos principais players do agronegócio.

Prêmio Sistema Famato em Campo revela sete fazendas de MT com inovações no campo

As fazendas Seis Amigos, localizada em Tapurah, e Santa Amélia, de Campo Novo do Parecis, foram as vencedoras da 3ª Edição do Prêmio Sistema...

Cultivo de agrião em tanques

Elisamara Caldeira do Nascimento Talita de Santana Matos Engenheiras agrônomas e doutoras em Agronomia Glaucio da Cruz Genuncio Doutor em Agronomia e professor da UFMT glauciogenuncio@gmail.com De origem asiática, o...

Satis foca na pesquisa e divulga seu portfólio para Manejo na Cultura do Café

A Satis participou pela oitava vez consecutiva do Congresso do Café e destacou seu programa completo para a cafeicultura, tanto na parte de nutrição...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!