18.1 C
São Paulo
segunda-feira, agosto 8, 2022
-Publicidade-
Inicio Destaques Clones de Corymbia para a indústria de celulose

Clones de Corymbia para a indústria de celulose

Crédito: Aperam BioEnergia

A celulose, matéria-prima para a produção de papel e diversos outros materiais, como tecidos, adesivos, biocombustíveis, materiais de construção, fraldas descartáveis e muitos outros, pode ser extraída de diversos vegetais, especialmente do eucalipto.

A Aperam BioEnergia, uma das maiores empresas do mundo na produção e comercialização de carvão vegetal, tecnologia, mudas e sementes, instalada em Minas Gerais, ocupa um papel de destaque no fornecimento de mudas de eucalipto para a indústria florestal, garantido pelas florestas renováveis que cultiva e, principalmente, por sua tecnologia de melhoramento genético.

A empresa se dedica à pesquisa desde a sua fundação, em 1974, sendo uma das pioneiras nessa área. Com o investimento ao longo de décadas em tecnologia genética, consolidou-se como referência no mercado florestal nacional e internacional, sendo responsável pela produção dos clones dos gêneros Eucalyptus e Corymbia mais comercializados no País.

Em destaque

Especialmente para a indústria de celulose, destacam-se características de híbridos de Corymbia desenvolvidos pela Aperam BioEnergia, conforme comprovado em estudo laboratorial realizado recentemente em parceria com a Universidade Federal de Viçosa (UFV) e divulgado no último Boletim Técnico da Sociedade de Investigações Florestais (SIF).

O documento apontou que um dos clones desenvolvidos pela empresa possui potencial de IMAcel – Incremento Médio Anual de Celulose por hectare por ano – duas vezes superior à média do mercado.

Ainda de acordo com o estudo, os fatores de crescimento e consolidação das indústrias produtoras de celulose no Brasil têm se transformado ao longo dos anos. Segundo o Boletim Técnico, “os resultados demonstraram que um dos híbridos de Corymbia citriodora x Corymbia torelliana apresentou maior densidade básica (608 quilogramas por metro cúbico), maior rendimento depurado (54,1%), melhor IMAcel (24,6 toneladas de celulose seca ao ar por hectare por ano) e menor consumo específico de madeira (2,74 metros cúbicos por tonelada de celulose seca ao ar), quando comparado às demais amostras utilizadas no estudo.

Resultados de pesquisas

A produtividade florestal comprovadamente superior, aliada ao menor custo industrial que as demais matérias-primas, justificou seu uso alternativo, com vantagens frente à madeira de Eucalyptus spp, também avaliada no trabalho”.

As conclusões são fruto da pesquisa que analisou 16 clones da empresa e foi conduzida por pesquisadores do Laboratório de Celulose e Papel da Universidade Federal de Viçosa (LCP-UFV), em parceria com especialistas em melhoramento genético da Aperam BioEnergia.

Para Daniel Coelho, gerente executivo de Tecnologia Florestal da Aperam BioEnergia, os estudos dos professores da UFV reforçam que os materiais genéticos produzidos pelas equipes de melhoramento da Empresa ao longo das últimas quatro décadas têm trazido grandes benefícios para o setor florestal, evidenciando o pioneirismo e a excelência da Aperam BioEnergia na propagação e no desenvolvimento de híbridos de Eucalyptus e Corymbia para atendimento a todo o mercado florestal.

A íntegra do estudo, que apresenta o potencial dos clones de Corymbia desenvolvidos pela Aperam BioEnergia, pode ser acessada no último Boletim Técnico da SIF, disponível em https://sif.org.br/wp-content/uploads/2022/01/Boletim-08.pdf.

Sobre a Aperam BioEnergia

A Aperam BioEnergia é uma empresa subsidiária da Aperam South America, no Vale do Jequitinhonha (MG), que produz e comercializa carvão vegetal, tecnologia, mudas e sementes a partir de florestas renováveis de eucalipto.

Desde a sua fundação, em 1974, desenvolve estudos de introdução de espécies e procedências, buscando encontrar o melhor material genético para suas plantações de eucalipto. Os bons resultados garantem autossuficiência na produção de híbridos e na sua clonagem. Inovação e sustentabilidade são os princípios que norteiam as pesquisas e o desenvolvimento do programa de melhoramento genético na Aperam BioEnergia.

O carvão vegetal produzido pela Aperam BioEnergia corresponde a 100% do combustível usado pela Aperam South America na produção de aços planos inoxidáveis, elétricos e carbono em sua planta industrial, localizada em Timóteo (MG), que possui capacidade produtiva total de 900 mil toneladas de aço líquido por ano, gerando o Aço Verde Aperam.

A partir de uma gestão baseada nos valores: liderança, inovação e agilidade, a Aperam South America consolida-se como líder no mercado brasileiro em seu segmento. Desde 2011, integra o Grupo Aperam, segundo maior da Europa, composto de outras cinco plantas industriais na França e na Bélgica, cuja capacidade alcança 2,5 milhões de toneladas de placas de aço por ano.

Inicio Destaques Clones de Corymbia para a indústria de celulose