Como a agricultura digital pode contribuir com a produtividade?

0
276

Autora

Paula Almeida NascimentoDoutoranda em Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)paula.alna@yahoo.com.br

A agricultura digital é um conjunto de tecnologias que ajudam o produtor nas atividades do campo. O planejamento e as decisões estratégicas visando gerenciar uma fazenda pode contar com o apoio de softwares e dispositivos que coletam, armazenam e analisam dados.

Assim, os drones, os tratores automatizados e aplicativos de monitoramento da lavoura, do clima e de pragas são exemplos de aplicações tecnológicas auxiliando o produtor na tomada de decisão sobre o tipo de manejo mais adequado para a sua cultura.

Rumo às altas produtividades

A agricultura digital contribui para o emprego de tecnologias que visam melhorar as atividades do campo por meio da internet, sensoriamento remoto e outras ferramentas relacionadas à tecnologia da informação. A tecnologia da informação tem a função de coletar e analisar os dados sobre clima, solo, lavoura, pragas, doenças, irrigação, pulverização, entre outras.

Assim, o sistema busca soluções para desafios encontrados dentro da fazenda. Por esse motivo, a agricultura digital pode estar relacionada com a agricultura de precisão. A administração de uma propriedade rural envolve muito empreendedorismo e a utilização da inteligência artificial visa aumentar a produtividade com mais inteligência e menor custo.

Desta forma, o produtor tem o melhor aproveitamento do solo, dos insumos, e aumento da produtividade da fazenda com menos recursos e maior qualidade. A agricultura digital consegue auxiliar nas decisões estratégicas capazes de reduzir o desperdício. Em uma propriedade rural diversificada, o produtor simplesmente pode não saber o que está reduzindo o seu rendimento, mas a agricultura digital vem para dar essas respostas e elevar a eficiência da produtividade.

Além de digital, também sustentável

Além de dinamizar a produção, o uso de tecnologias da agricultura digital também colabora com a preservação ambiental e com o desenvolvimento sustentável. Com o aumento da produtividade reduz-se a necessidade de expansão de novas áreas agrícolas.

Melhoria no ambiente de trabalho e segurança dos trabalhadores. O consumidor ganha com a inovação tecnológica no campo porque obtém acesso à informação sobre a origem dos alimentos.

Culturas beneficiadas

A maioria das culturas agrícolas são beneficiadas pela agricultura digital, principalmente as commodities soja, milho, algodão, cana-de-açúcar, frutas cítricas, café, carnes, eucalipto e outras.

Os benefícios da agricultura digital certamente são aumento da produtividade, monitoramento do desperdício da produção, maior integração cidade/campo, aperfeiçoamento das cadeias produtivas, gestão territorial e uso eficiente da terra, além de maior compartilhamento das informações. 

Já existem aplicativos para utilização em gestão de áreas agrícolas, manejo de rebanhos, cotação de insumos, previsão de clima, identificação de doenças, irrigação e adequação ao código florestal. 

Algumas tecnologias e suas aplicações vêm se destacando no campo, como por exemplo o sistema de irrigação inteligente, onde a água é aplicada ao solo de acordo com a necessidade hídrica da planta. Ainda mais, no mercado já temos a tecnologia embarcada em tratores, colheitadeiras e pulverizadores como GPS e controladores para pulverização, que facilitam e otimizam o trabalho do produtor rural.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.