18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Como fazer o manejo nutricional correto da uva de mesa?

Como fazer o manejo nutricional correto da uva de mesa?

Autor

Givago Coutinho
Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado)
givago_agro@hotmail.com
Crédito Defensive

Os processos que envolvem as etapas de suprimento e absorção dos compostos químicos essenciais para o desenvolvimento e metabolismo das plantas podem ser definidos como nutrição (Mengel e Kirkby, 1987).

De maneira geral, ao se tratar da nutrição da videira, deve-se considerar que existem dois tipos básicos de adubação: correção e manutenção, sendo que a primeira visa principalmente à correção acerca da fertilidade do solo, além da reposição dos nutrientes extraídos pela planta durante o ano, enquanto que a segunda visa a reposição dos nutrientes extraídos pela planta (NPK).

O processo nutricional da videira é complexo e depende de vários fatores. Dentre eles podemos citar as características físicas, químicas e biológicas do solo, o porta-enxerto utilizado, além das características inerentes à cultivar, como idade da cultura, vigor, potencial produtivo, destino da produção (mesa ou vinho), tipo de condução, dentre outros, devendo ser analisado com critério e com base em laudos de análises de solo e foliar nos vários estádios de desenvolvimento das plantas.

Vale lembrar que, dentre os micronutrientes, o boro merece destaque, pois é de suma importância para o florescimento da videira.

Dicas

São considerados três tipos básicos de adubação que envolvem o cultivo da videira: adubação de implantação, de crescimento e produção. Para a primeira é necessário ter em mãos o laudo contendo a análise do solo do local a ser implantado o vinhedo, anteriormente ao transplantio das mudas. Assim os adubos, tanto minerais quanto orgânicos, podem colocados na cova e misturados com o solo da própria cova onde o calcário já tenha sido previamente distribuído na área (a lanço) para a correção da acidez do solo.

A adubação de crescimento corresponde ao período compreendido após o transplantio das mudas até a poda de formação, quando se realizam as aplicações de nitrogênio, fósforo e potássio por meio de fertilizantes minerais, podendo os mesmos serem parcelados.

Por fim, na adubação de produção, que deve ser realizada posteriormente à realização da primeira poda de frutificação, deve-se adubar o vinhedo a cada ciclo vegetativo, podendo-se utilizar esterco, fósforo, potássio e nitrogênio, de forma equilibrada e com base na necessidade da cultura.


Evolução

Uma tecnologia que vem ganhando espaço é a utilização de fertilizantes de liberação controlada, que são produtos encapsulados ou recobertos que auxiliam na diminuição da lixiviação, além da redução da toxidez e da mão de obra, pois diminuem o parcelamento das adubações.

Inicio Revistas Hortifrúti Como fazer o manejo nutricional correto da uva de mesa?