Como iniciar a produção de pitaias

0
182

Mariane Aparecida Rodrigues Engenheira agrônoma, mestra e doutora em Fitotecnia e sócia administradora da Agroaki marianerodriguesst@gmail.com

Pitaia – Crédito: Pixabay

Quando o produtor tem interesse em iniciar a produção de pitaias, ele deve se atentar a fazer um planejamento de alguns aspectos. Primeiramente, é necessário conhecer a planta e suas necessidades edafoclimáticas e compará-las com as condições do local de cultivo. Nesse ponto a pitaia é bastante versátil, sendo que sua presença é descrita do norte do Canadá até a Patagônia.

É uma planta da família das cactáceas, hemiepífita e perene, que permanece no campo de 15 a 20 anos se ancorando com suas raízes adventícias sobre tutores e com suas raízes axilares sobre uma amontoa no solo. Conhecendo então as necessidades da planta, é possível projetar custos com tutores, manejo e outros insumos necessários para a melhor exploração da espécie.

Em seguida, é preciso fazer um estudo de mercado e escoamento de produção, como também definir se as frutas serão vendidas in natura ou processadas, para assim determinar a escolha das variedades a serem utilizadas, para em seguida fazer a compra de mudas de produtores idôneos.

Só depois de observadas todas as possibilidades e estimativas é recomendado começar o plantio, visto que é uma frutífera que tem menos requerimentos que a maioria das demais, mas que não dispensa cuidados para obter altos retornos financeiros.

Exigências

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.