23.3 C
São Paulo
segunda-feira, julho 4, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Como plantar couve-de-bruxelas

Como plantar couve-de-bruxelas

 

Crédito Ana Maria Diniz
Crédito Ana Maria Diniz

A couve-de-bruxelas é uma hortaliça de clima frio ou ameno, que dificilmente cresce bem em locais onde a temperatura média ultrapassa os 24°C, sendo que a faixa de temperatura considerada ideal para o cultivo é de 15°C a 18°C. A planta suporta bem geadas e alguns cultivares podem sobreviver durante curtos períodos a temperaturas de até -10°C.

A couve-de-bruxelas necessita de alta luminosidade, com luz solar direta pelo menos algumas horas por dia. Plante em solo bem drenado, fértil, rico em matéria orgânica e em nitrogênio. O pH ideal do solo está entre 6,0 e 6,8. A horta deve ser irrigada de forma a manter o solo sempre úmido, sem que fique encharcado.

Plantio

As sementes podem ser plantadas em sementeiras, vasos pequenos ou copinhos de plástico ou de jornal, e transplantadas quando as mudas têm de quatro a seis folhas. Transplante de preferência no fim da tarde, com o solo bem úmido, ou em dias nublados e chuvosos. As sementes também podem ser plantadas diretamente no local definitivo, embora esta prática seja menos comum entre os horticultores.

A couve-de-bruxelas é bastante sensível à falta de boro no solo. Se as plantas estão apresentando caules ocos e não estão se desenvolvendo bem, estes podem ser sintomas de carência de boro, problema que pode ser corrigido pela adubação com adubo que contenha boro.

Colheita

A colheita da couve-de-bruxelas ocorre de 90 a 140 dias após a semeadura, variando conforme o cultivar plantado e as condições de cultivo, e prolongando-se por alguns meses se a planta não for cortada inteira na colheita, isto é, se os brotos forem colhidos um a um.

Neste último caso os brotos vão sendo colhidos da base da planta para cima, conforme vão atingindo 2,5 a 5 cm de diâmetro, sem que estejam abertos ou amarelados. Corte os brotos com uma faca rente ao caule ou torça cada broto até que este se desprenda da planta.

Muitos horticultores afirmam que as couves-de-bruxelas são mais saborosas se forem colhidas após a ocorrência de uma leve geada.

Dicas & advertências

– O tempo pode ser elemento complicado com couves-de-bruxelas. Embora sobrevivam a geadas, elas não suportaram um inverno extremamente rigoroso. Experimente diferentes datas de cultivo e seja paciente: Pode demorar um ano ou dois de culturas menos perfeitas antes de você descobrir a melhor época de plantio de acordo com o clima de sua cidade.

– As couves-de-bruxelas têm raízes superficiais, portanto, as plantas precisam de alguma ajuda para permanecer na posição vertical. Mantenha-as estáveis em suas hastes, amontoando solo ao redor da base de cada planta conforme ela cresce, firmando com o pé ou a parte de trás de uma enxada.

– Elas são boas para a saúde: além de compartilhar as propriedades anticancerígenas de outros membros da família botânica Brassicaceae, apresentam quantidades saudáveis de potássio, ferro e fibras e têm mais vitamina C do que a laranja e três vezes mais vitamina A que o repolho.

– Como todos os membros da Brassicaceae, a couve-de-bruxelas pode ser vítima de raiz claviforme. Evite essa doença fúngica cultivando suas próprias mudas ao invés de comprá-las, por meio da rotação das culturas Brassicaceae a cada ano, e optando por cultivares resistentes a doenças (relacionados nos catálogos de sementes).

 

Fonte: hortas.info

Inicio Revistas Hortifrúti Como plantar couve-de-bruxelas