31 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 12, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesComo será o mercado de insumos em 5 anos?

Como será o mercado de insumos em 5 anos?

Insumos – Foto: shurtterstock

O mercado de insumos agrícolas vem passando por profundas mudanças, incluindo excesso de ofertas, facilidade de encontrar produtos e maior concorrência. Nesse cenário, o especialista em agronegócio Renato Seraphim afirma que “entender o agricultor e a sua jornada serão fundamentais”, e faz algumas previsões para os próximos cinco anos.

De acordo com ele, nesse período as empresas com faturamento acima de R$ 2 bilhões representarão 50% do mercado, sendo que esse clube provavelmente “ficará restrito ao clube dos 10, onde teremos 3-4 cooperativas e 6-7 empresas privadas, ou seja, com números bem parecidos ao que vemos no mercado de insumos norte-americano, que tem o mesmo tamanho que o nosso, na ordem de R$ 160 bilhões e onde as sete maiores representam 69%”.

Seraphim aponta que o mercado de insumos agrícolas no Brasil apresenta “tendência de maior crescimento nos próximos anos é o mais atrativo do planeta”. Ele acredita que esse “Top 10” farão “investimentos significativos em pessoas, infraestrutura e tecnologia para desafiar a concorrência”, bem como aumentarão o número de lojas, consolidarão parcerias, construirão linhas próprias e alguns deles com verticalização dos seus negócios para aumentar a fidelidade dos agricultores.

“Competir neste ambiente será extremamente desafiador e pequenos erros podem ser fatais, principalmente em um ambiente de margens espremidas e risco como é o nosso setor”, ressalta o especialista em agronegócio.

O grupo seguinte de empresas, de faturamento entre R$ 500 milhões e R$ 2 bilhões, segundo ele “ficará maior, crescerá significativamente, na medida que os grandes fiquem com estruturas mais inchadas e menos ágeis, fazendo com que os outros 90 maiores distribuidores passem a representar outros 40% do mercado”.

“À medida que mais consolidação ocorre entre esses, a parte inferior se tornará ocupada por varejistas agrícolas menores, com maior foco em serviços, especialidades e até mesmo novos modelos de negócio, como a ‘franquia de um homem só’, que crescerá exponencialmente. Vimos isso ocorrer no mercado de cosméticos, de catálogos, etc… O ‘Marketing Multinível’ chegará ao agronegócio”, conclui ele.

ARTIGOS RELACIONADOS

Panorama nacional da produção de limão

Atualmente, estima-se que existam aproximadamente 100 espécies de limão ao redor do ...

Brasil já negociou 225 mil/t de arroz após a isenção da tarifa

O Brasil já negociou um total de 225 mil toneladas de arroz dos Estados Unidos, Índia e Guiana, que deverão entrar no país na segunda quinzena...

Mercado do milho encontra sustentação pela frente

Segundo o relatório divulgado, maiores deteriorações da produção de milho tanto na Argentina quanto nos EUA podem acentuar esse cenário.

Alimentos à base de coco estão em alta no mercado brasileiro

Um recente estudo de mercado publicado pela Future Market Insights aponta que o mercado de produtos com coco cresça a uma CAGR de 7% até 2029.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!