18.1 C
São Paulo
quarta-feira, agosto 10, 2022
-Publicidade-
Inicio Destaques Consórcio com o milho aumenta a produção sustentável de cana

Consórcio com o milho aumenta a produção sustentável de cana

Cana e milho – Crédito Miriam Lins

A Embrapa lançou a tecnologia que trata do consórcio de cana-de-açúcar com milho, chamada de Canamilho. O sistema permite resultados mais rápidos e rentáveis ao setor produtivo da cana-de-açúcar, para agricultores e usineiros, no Cerrado.

Basicamente, no Canamilho o plantio da cana é antecipado para o início do período chuvoso, o que amplia a janela de plantio. Ao contrário do que ocorre com as culturais anuais no Cerrado, como soja e milho, cujo plantio é feito integralmente no início do período chuvoso, o da cana-de-açúcar é realizado no fim das chuvas, por volta do mês de março.

Essa estratégia é utilizada pelos agricultores e usineiros para otimizar o desenvolvimento da planta, já que o rebrote inicial da cana é muito lento quando semeada em novembro/dezembro.

“O problema é que o período em que ela de fato começa a crescer coincide com o início da seca, o que acaba impactando sua produtividade”, explica o pesquisador da Embrapa Cerrados (DF) João de Deus, líder do projeto Consórcio cana-de-açúcar e milho para intensificação sustentável da produção de açúcar e etanol no Cerrado (Canamilho).

Vantagens

Uma das grandes vantagens da tecnologia é desafogar o plantio de março, já que traz para o início do período chuvoso o plantio de parte da cana que seria plantada só no fim das chuvas. A cana é plantada como se fosse cana de ano (12 meses), mas se comporta como uma cana de ano e meio (18 meses). A cana consorciada, considerada como cana de ano, apresenta rendimentos compatíveis com a cana de ano e meio.

O sistema alia ainda sustentabilidade à produção, por proteger o solo da erosão e intensificar o uso conjunto da terra. “Quando consorciada com milho no início do período chuvoso, a cana-de-açúcar apresenta excelente brotação, porém, paralisa o crescimento devido à competição por luz. Somente retoma o perfilhamento após a colheita do milho no fim do período chuvoso. Assim, a cultura é plantada de forma antecipada, mas fica em modo de espera até o fim do período chuvoso, quando o milho é colhido. Trata-se de uma visão inovadora em relação ao sistema de plantio de cana-de-açúcar utilizado no Brasil”, explica o especialista.

No campo

Experimentos implantados em Planaltina (DF), Dourados (MS) e Jaguariúna (SP) mostraram que a produtividade média do milho foi de 8,5 t/ha, sendo o maior valor de 14 t/ha e menor 5,7 t/ha. “Em nenhuma das situações a produtividade do milho consorciado com cana-de-açúcar foi menor do que o cultivo solteiro”, afirmou.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Destaques Consórcio com o milho aumenta a produção sustentável de cana