25.8 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesControle de HLB tem novos procedimentos

Controle de HLB tem novos procedimentos

Citros – Créditos: IMA

Com o objetivo de proteger ainda mais os citricultores mineiros de eventuais prejuízos econômicos decorrentes do Huanglongbing (HLB), também conhecida como greening, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), elaborou novos procedimentos preventivos para reforçar o controle da praga nos pomares de mexerica, limão, laranja e outras frutas cítricas.

As ações complementares estão em consonância com o Programa Nacional de Prevenção e Controle à doença denominada Huanglongbing (PNCHLB), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O citricultor mineiro precisa cadastrar sua lavoura no IMA, medida que contribui para evitar o comprometimento de frutas para a comercialização, seja pelo aspecto físico e deformação na polpa, ou até mesmo pela alteração na característica do suco. Confira AQUI os procedimentos http://ima.mg.gov.br/sanidade-vegetal/hlb-greening 

Dentre as ações complementares adotadas pelo IMA estão os levantamentos fitossanitários de detecção da doença e o controle do trânsito de material de propagação vegetal das plantas hospedeiras, de acordo com o novo status fitossanitário de Minas Gerais, cujas determinações incluem as seguintes nomenclaturas para conferência do citricultor, a saber: Município com Ocorrência (MCO): onde foi confirmada cientificamente a presença de HLB; Município com Risco de Ocorrência Primária (MRP): onde se limita junto ao MCO e a Unidade da Federação (UF) sob ocorrência de HLB declarada pelo Mapa; e Município com Risco de Ocorrência Secundária (MRS): não classificado como MCO ou MRP.

Desde o ano passado, durante o enfrentamento da Covid-19, o IMA faz balanço sobre ocorrência da doença, incluindo área do plantio e eliminação de plantas doentes. Mais de 800 relatórios semestrais foram entregues pelos citricultores em www.ima.mg.gov.br  referentes ao segundo semestre de 2020.

A fiscalização remota dá suporte à certificação fitossanitária de origem e à verificação do transporte de produtos que são obrigatoriamente submetidos a documentos sanitários.

Artigo anterior
Próximo artigo
ARTIGOS RELACIONADOS

Qual a importância de escolher bem as mudas e porta-enxertos?

AutoresDiego Munhoz Gomes Graduando em Engenharia Florestal - UNESP/FCA diegomgomes77@gmail.com Roque de Carvalho Dias roquediasagro@gmail.com Leandro Bianchi leandro_bianchii@hotmail.com Samara Moreira Perissato samaraperissato@gmail.com Vitor...

Daninhas: O momento certo de controlá-las na cenoura

O período de convivência entre a planta daninha e a cultura é o fator que mais afeta o desenvolvimento da cenoura. Podemos classificar em três períodos em função de sua época e extensão.

Mais sustentabilidade na agricultura

Para ser considerado um adubo verde, precisa basicamente ser utilizado algum tipo de planta com o intuito de aumentar, preservar ou restaurar aspectos químicos, físicos e/ou biológicos dos solos.

Horticultura possui tecnologia no campo?

O advento dos veículos aéreos não tripulados (Vants) ou drones trouxe à tona o emprego acentuado de programas computacionais para aquisição, tratamento e análise das imagens...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!