Inicio Revistas Grãos Corteva amplia programa para beneficiar pequenos produtores

Corteva amplia programa para beneficiar pequenos produtores

0
168

 

 

Fotos Corteva

A Corteva AgriscienceTM, Divisão Agrícola da DowDuPont, realizou no dia 26 de setembro, em Itambé (PE), o Dia de Campo do Programa Prospera, que visa a capacitação de pequenos produtores e produtores da agricultura familiar, a fim de promover a geração de renda e o desenvolvimento das comunidades rurais.

Criada em 2017, a iniciativa obteve tanto sucesso devido ao impacto de produtividade nas lavouras da região e autoestima dos agricultores, que na edição deste ano capacitou 302 pessoas em sala de aula e 200 no campo em sete municípios, seis deles em Pernambuco.

“O Prospera está totalmente alinhado com o propósito da Corteva, que é melhorar a vida daqueles que produzem e consomem, garantindo o progresso das próximas gerações. O programa oferece a pequenos produtores a oportunidade de aprender a conduzir suas lavouras com alto nível de conhecimento técnico, aumentando a produtividade e a renda desses agricultores em regiões menos favorecidas“, explica Mario Tenerelli, líder regional da Corteva AgriscienceTM.

 

Lado a lado com o agricultor

Equipe da Corteva satisfeita com os resultados do dia de campo

Alexsandro Macedo Mastropaulo, gestor do Programa Prospera, explica que o objetivo é levar conhecimento técnico até o produtor rural, por meio de treinamentos em sala de aula e em campo, oportunizando a utilização de sementes com alta tecnologia, e melhores práticas de manejo para gerar renda no campo.

“Os resultados têm sido muito bons. Em 2017 trabalhamos com 45 produtores em sala de aula e 30 produtores no campo, os quais, tipicamente, extraíam de 10 a 15 sacas de grãos por hectare, passando a 60 sc/ha, em média. Em 2018 aumentamos para 302 produtores em sala de aula e 200 produtores em treinamento em campo, e estimamos que nesse ano a produtividade média será de 70 sc/ha. Para realizamos o treinamento em campo, a Corteva doa os insumos, como sementes, herbicidas, inseticidas, fungicidas e fertilizantes, e então financiamos para os produtores um serviço de mecanização para que os produtores apliquem na prática tudo o que aprenderam na teoria“, esclarece.

 

Mudanças

O projeto Prospera visa a capacitação de pequenos produtores a fim de promover a geração de renda e o desenvolvimento das comunidades rurais.

Idealizado pela marca Pioneer, o Prospera já promoveu mudanças na vida dos produtores participantes. A sucessão familiar resgata os filhos dos produtores rurais, e o programa mostra que as mulheres também estão engajadas ” atualmente, 25% dos participantes são mulheres. “Estamos em busca dessa mudança comportamental, para que esses agricultores busquem alternativas no espírito de cooperativismo e trabalhem como comunidade“, diz Claudete Baumgratz, líder técnica do programa.

Com o lucro gerado com o suporte do programa, os agricultores reinvestem em suas propriedades e se preparam para crescer. Antes do programa, parte desses trabalhadores colhia cerca de 10 a 15 sacas de milho por hectare. Com o Prospera esse número aumentou para 60 em 2017 e estimamos 70 sacas em 2018.

“Divulgar e fomentar o uso da tecnologia e as melhores práticas integradas de manejo no sistema de produção agrícola é algo muito importante para a Corteva. Por isso, a companhia faz questão de promover programas como o Prospera e encontros como este Dia de Campo, nos quais produtores rurais, estudantes e profissionais do agro podem visitar campos demonstrativos para receber orientações sobre manejo e conhecer melhor o desempenho dos híbridos para a região, além de obter informações sobre o sistema de integração lavoura pecuária e adubação“, explica Claudete.

Ela informa, ainda, que a Corteva tem atuação em sete cidades, com foco em Pernambuco e uma cidade na Paraíba.


Agricultura próspera

 

O Prospera atua no desenvolvimento da agricultura brasileira, promovendo a capacitação técnica de pequenos produtores e produtores da agricultura familiar. Claudete esclarece que a ideia é estar à frente da necessidade do produtor, e para isso a Corteva oferece uma linha completa de produtos, adequando a linha de híbridos para o nível que cada produtor precisa.

“Os participantes, após receberem os treinamentos em sala de aula, recebem treinamentos práticos, conduzindo suas próprias lavouras com alto nível de tecnologia e melhores práticas de manejo. Com isso, fica evidente para os produtores a diferença entre o sistema produtivo que eles utilizavam versus o sistema produtivo utilizado por grandes produtores brasileiros e ensinado a eles através do programa. Adicionalmente, nesta edição do Dia de Campo abordamos a produção de silagem e ILP (Integração Lavoura Pecuária), isso porque identificamos a dificuldade de pecuaristas da região em ofertar alimento nutritivo e em quantidade adequada para seu plantel. Com uma boa produção de silagem e possivelmente a adoção de ILP o pecuarista consegue iniciar o processo de recuperação de pastagem, diminuindo seus custos de produção“, completa Alexsandro Mastropaulo, gestor do programa Prospera da Corteva AgriscienceTM.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de novembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

SEM COMENTÁRIO