27.7 C
São Paulo
terça-feira, maio 17, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Revistas Hortifrúti Cuidados no replantio de mudas de abacate

Cuidados no replantio de mudas de abacate

Crédito Adrielle Teodoro

Ana Elisa Lyra Brumat
Engenheira agrônoma, mestre em Produção Vegetal e doutoranda em Ciências do Solo – Universidade Federal do Paraná (UFPR)
anaelisalbrumat@gmail.com
Ana Carolina Lyra Brumat
Engenheira agrônoma, mestre em Agricultura Tropical e doutoranda em Produção Vegetal – UFPR
anacarolinalb08@hotmail.com

A muda de boa qualidade expressa o potencial genético e influencia diretamente na formação do sistema radicular e aéreo da planta que implica no sucesso de implantação de um cultivo, no estande inicial das plantas, taxa de desenvolvimento, etc.
O abacateiro pode ser propagado via semente ou de forma vegetativa, mas o primeiro método não é recomendado devido à alta heterogeneidade das plantas. Contudo, a enxertia é a mais indicada, com o método de borbulhia, e/ou garfagem, alcançando mudas de maior uniformidade de plantio e sobrevivência, além da precocidade do início da produção e garantia de bons frutos.

Cuidados

O método de enxertia permite a escolha das plantas que se quer reproduzir, portanto, quando se escolhe uma matriz de má qualidade, consequentemente teremos mudas de má qualidade. Isso terá efeito direto no vigor das plantas, taxa de crescimento e sobrevivência, suscetibilidade aos fatores climáticos e ataque de pragas e doenças.
Destaca-se, principalmente, a perda de mudas em campo, geralmente relacionadas a falhas na aclimatação e “pegamento” do enxerto, que resulta em dificuldades de sobrevivência, quando expostas aos fatores abióticos em campo principalmente.

Prevenção fitossanitária

A gomose (Phytophthora cinnamomi) é uma das principais doenças que acomete mudas de abacateiro, tanto nos viveiros quanto em campo. Os sintomas se assemelham à deficiência de nitrogênio, que culmina na morte dos ponteiros e, consequentemente, da planta.
As medidas de controle incluem o uso de porta-enxertos tolerantes ao fungo; aquisição ou produção de mudas de qualidade com material conhecido; e o plantio das mudas em local não encharcado.

Como o produtor pode optar por um material de qualidade?

Se informando sobre as características de cada material, como adaptação às condições climáticas da região a ser cultivada, como por exemplo, cultivares precoces para regiões de clima quente e cultivares de meia-estação ou tardias para regiões de clima frio.
Além disso, é importante escolher cultivares de acordo com o grupo floral, ou seja, com poder de polinização diferente entre si, para que haja a frutificação quando adultos; e adquirir sempre mudas de qualidade e de viveiros certificados, uma questão de grande importância.

Características fundamentais

É essencial, para o abacateiro, apresentar enxerto e porta-enxerto com diâmetros equivalentes, cicatrização na altura da enxertia, coloração verde da parte apical da muda com novas ramificações/folhas, sem a incidência do ataque de pragas e doenças e sem sintomas de deficiência nutricional, além de uniformidade no tamanho correspondente à idade da muda.

Replantio de mudas que não vigoraram

Se, por acaso, alguma muda não vigorar, é necessário refazer o plantio com a substituição por outra muda. Revolver o solo da cova é importante, garantindo homogeneidade com adubo aplicado antes do plantio, e também da aeração do perímetro para que as raízes possam se desenvolver.
Deve-se lembrar que a sequência de variedades de grupos florais diferentes deve ser respeitada para garantir a polinização.

Custo

A muda não deve ser vista como custo, e sim investimento. O sucesso do processo de enxertia depende de quem faz a enxertia. É necessária a afinidade com a técnica, e isso depende de muita experiência.
Portanto, muitos produtores preferem comprar as mudas do que produzir. Isso garante menos trabalho e investimento com relação a viveiro e insumos, assim como manejo e cuidados iniciais.
Hoje, em média, uma muda custa cerca de R$ 12,00 a unidade, que abrange todo o gasto de produção, desde o trabalho do enxertador aos tratos culturais com a muda.
Caso o produtor deseje contratar um enxertador para realizar a atividade direto na propriedade, esse custo é reduzido a menos da metade, mas vale lembrar dos custos adicionais de manejo das mudas já acima citados, além de perdas por não pegamento, e/ou ataque de pragas e doenças e fatores climáticos.
Portanto, torna-se mais viável comprar a muda pronta, diretamente para o plantio. Considerando o espaçamento usual de plantio de 10 m x 10 m, o custo com mudas por hectare ficaria em R$ 1.200. Ainda assim, o custo da aquisição de mudas fica abaixo de 5% dos custos totais de implantação e produção de uma lavoura.

Novidades

O consumo de abacate disparou nos últimos anos, associado ao marketing condicionado às propriedades benéficas do consumo e gourmetização do produto. Além da sua utilização gastronômica, o abacate é utilizado na indústria de óleos e cosméticos.
Portanto, o desenvolvimento de técnicas de produção de mudas de alta qualidade e desempenho é objetivo dos pesquisadores da área, visando a uniformização das principais características que garantem a produção comercial.

Inicio Revistas Hortifrúti Cuidados no replantio de mudas de abacate